Sugestão de atividade

Passo a passo: a lenda das bonecas Abayomi

Monte as bonecas com a turma e ensine-os sobre a cultura dos povos quilombolas

Por Paula Peres

Foto: Agência Brasil

Quando você dá uma boneca Abayomi para alguém, esse gesto significa que você está oferecendo o que você tem de melhor para essa pessoa. A lenda e a confecção dessas bonecas podem gerar momentos de reflexão na turma sobre a cultura quilombola e as condições nas quais os povos escravizados foram trazidos da África para o Brasil. Veja como, a seguir:


Material: Lenda das Abayomis, retalhos de tecidos em tiras, tesoura.

A lenda das Abayomis

Quando os negros vieram da África para o Brasil como escravos, atravessaram o Oceano Atlântico numa viagem muito difícil a bordo dos tumbeiros, navios de pequeno porte que realizavam o transporte de escravos. As crianças choravam assustadas, porque viam a dor e o desespero dos adultos. As mães negras, então, para acalentar suas crianças, rasgavam tiras de pano de suas saias e faziam bonecas, feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção para as crianças brincarem. As bonecas, símbolo de resistência, ficaram conhecidas como Abayomi, termo que significa “Encontro precioso”, em iorubá, uma das maiores etnias do continente africano, cuja população habita parte de Nigéria, Benin, Togo e Costa do Marfim. Quando você dá uma boneca Abayomi para alguém, esse gesto significa que você está oferecendo o que tem de melhor para essa pessoa.

Disponível neste link. Acesso em: 13 de novembro de 2018

PASSO A PASSO

  1. Roda de conversa. Procure um espaço ao ar livre e sente-se em roda com a turma, explicando que a aula de hoje será sobre as Abayomis, bonecas desenvolvidas nas comunidades quilombolas. Mostre uma imagem ou a própria boneca feita, se tiver, e pergunte o que acharam e o que perceberam.

  2. Problematização. Leia para os alunos a lenda das Abayomis, relacionando-a com a comunidade quilombola, originária da época da escravidão. Pergunte o que eles fariam se precisassem acalentar uma criança naquelas condições, sem materiais nem brinquedos. Em seguida, distribua os retalhos: um retângulo e uma tira de malha preta para cada aluno.

  3. Mãos à obra! Convide os alunos para confeccionar a boneca e suas vestimentas com os retalhos (você pode aprender a montar uma Abayomi neste link)

  4. Compartilhe. Oriente os alunos para que troquem suas bonecas entre si e façam o significado da boneca valer, compartilhando seu desejo de felicidade na troca. Lembre-se de garantir que nenhum aluno fique sem trocar. Depois, converse com a turma sobre o que sentiram neste momento e sobre o que pensam da história das Abayomis. Questione-os sobre como acham que se sentiam as crianças, as mães, se acham que se sentiam melhores com as bonecas e o que elas representavam para a comunidade quilombola.

O plano de aula completo, com mais informações sobre as bonecas e sugestões de conteúdos extra para leitura, preparado pela professora Dyone Andrade, está disponível neste link.

Ideias para inspirar, conteúdo para ensinar

Quer ler esse conteúdo? Assine o Nova Escola Box

O Nova Escola Box é um produto digital que auxilia o educador a preparar a sua aula com dicas práticas, materiais de apoio para a sala de aula e textos de formação para os professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. Toda semana, o assinante recebe uma caixa digital de conteúdo nova e surpreendente.

Conheça os planos

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!