Para planejar o ano

Semana Pedagógica: Como organizar a acolhida dos professores

Passo a passo com os pontos essenciais para o acolhimento dos professores ajuda a organizar os encontros e a equipe para que nada fique de fora

Ilustração de notebook e folhas de papel sobre a mesa mostrando um planejamento para o acolhimento dos professores
Ilustração: Nathalia Takeyama/NOVA ESCOLA

Em 2021, a Semana Pedagógica nas escolas terá uma camada a mais de complexidade: o tempo é curto e as possibilidades das reuniões virtuais limitadas. Se muito longas, tornam-se cansativas e dispersivas. Para melhor acolher os professores na volta ao trabalho em 2021, é preciso organizar e programar das ferramentas de apoio para os debates à abordagem, e o que se quer de cada momento. 

Currículo e avaliação, por exemplo, já são temas da escola próprios nessas reuniões. Mas com o ensino parcialmente remoto, ou presencial mas cheio de novidades, é fundamental que os professores exponham as suas dúvidas e dificuldades no manejo de tudo aquilo que vai compor a rotina das aulas e do processo de ensino em si ao longo do ano letivo. 

Por isso, ouvi-los segue sendo o maior ponto de atenção para o primeiro dia da Semana Pedagógica, explica a especialista em gestão escolar pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Joice Lamb. Para facilitar, a escuta precisa ser planejada, e, de alguma forma antecipada, com aplicação de questionários, por exemplo. 

Sônia Guaraldo chama atenção para a importância da concretude e objetividade da preparação prévia para a reunião: “Não devemos fazer perguntas muito abertas, porém mais específicas. Selecionar bons textos, e curtos. Não como obrigação, mas como possibilidade de um banco literário dos temas, que servirá também como formação”, aconselha a  consultora do programa Formar, da Fundação Lemann, mantenedora de NOVA ESCOLA, 

Outro aspecto é a escolha das ferramentas tecnológicas que servirão de suporte para os encontros, debates e preparação. A ideia é optar por aquelas que dinamizam o trabalho, como os painéis. No entanto, é importante lembrar: antes de escolher os aplicativos e dispositivos, tenha em mente o que se quer de cada um deles. 

Confira abaixo o passo a passo com as principais questões que não podem ficar de fora, elaborado pela coordenadora Joice Lamb:

SEMANA PEDAGÓGICA, DIA 1: COMO ORGANIZAR A ACOLHIDA


Indicado para: Diretores e coordenadores pedagógicos do Fundamental 1 e 2

Objetivo da reunião: Receber os professores e construir as questões mais importantes do planejamento

Sugestão de leitura prévia para os gestores e professores: Módulo 1: Gestão do cuidado e educação biocêntrica, de Ana Maria Borges de Sousa. A sugestão é de que a leitura seja do capítulo 1: Gestão do Cuidado: Por uma disposição afetiva de antecipar-se ao bem-estar do outro.


PASSO A PASSO

1. Antecipe-se: Envie com antecedência a pauta das reuniões, com temas, horários e objetivos de cada encontro. Mande antecipadamente eventuais leituras de referência, que façam sentido para os assuntos que serão abordados nas reuniões. Outra ação que deve ser feita antes do início da Semana Pedagógica é sondar, por meio de questionários ou outras estratégias, o que professores, alunos e comunidade escolar esperam de 2021.

É fundamental saber também quais aplicativos de conferência serão usados, no caso das reuniões on-line, e informar a equipe antecipadamente, enviando logins, tutoriais, e como eles serão usados, além de regras de uso, como câmera ligada ou não, ordem de fala, e por onde enviar perguntas. A organização e combinados prévios ajudam a manter a reunião objetiva. 

2. Organize a equipe em pequenos grupos: Faça o acolhimento inicial em pequenos grupos para falar de coisas diversas, fazer apresentações dos professores recém-chegados e a reaproximação com os que já estavam na escola. Os grupos podem mudar de tempos em tempos - com uma previsão de duração mais curta, como 10 minutos, para que todos tenham a oportunidade de interagir. 

3. Colete e expresse os pontos levantados pela equipe: Apresente de forma visual, como com gráficos, as expectativas, medos, sugestões dos professores informados na consulta prévia, que pode ser feita por formulários on-line, por exemplo.

4. Eleja porta-vozes: Peça que os grupos menores elejam representantes para expressar dúvidas, reflexões, conclusões ou fazer a síntese das discussões. Essa estratégia ajuda a ganhar tempo: abrir a fala para todos nas reuniões gerais, com toda a equipe, será improdutivo neste momento. Com o porta-voz, todos podem sentir-se contemplados.

5. Descreva o Plano de Contingência e o Calendário: O Plano de Contingência deve ser explicado deixando evidentes as ações e responsabilidades de cada um. Saber o que precisa ser feito ajuda a fortalecer a confiança da equipe.

6. Faça intervalos: Preveja intervalos menores entre as reuniões, de 15 minutos, além de horários de almoço ou lanches. É possível também pensar em jogos on-line que ajudem a quebrar o gelo, ou fazer a equipe relaxar antes das discussões.

7. Preveja reuniões individuais: Distribua as turmas e marque horários individuais de conversa com cada professor. As conversas podem ser curtas, de 15 a 20 minutos, mas ajudará os professores a se sentirem realmente acolhidos.

8. Não perca tempo: As reuniões devem prever a troca entre gestão e professores. O tempo, no entanto, será curto. Reserve para conversas mais diretas o tempo que se costuma gastar com dinâmicas de grupo e textos motivacionais, que, na maioria das vezes, não indicam melhor interação e engajamento.

Ideias para inspirar, conteúdo para ensinar

Continue lendo conteúdos exclusivos com acesso ilimitado

Assine o Nova Escola Box e veja sugestões de atividades para aulas remotas e presenciais.

Apenas R$15,90 por mês

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!