Para aprender com a prática

Como dar uma boa aula de inglês com os Beatles

Além de aprimorar o idioma, o projeto da professora Arabelle Calciolari contextualizou fatos históricos das canções

Por Maggi Krause e Soraia Yoshida

A professora Arabelle Calciolari e alunos que participaram do projeto Os Beatles - seu tempo e sua música, premiado com o Educador Nota 10   Foto: Roosevelt Cássio

Quando a professora Arabelle Calciolari viu seus alunos dançando na aula de Inglês, ela teve certeza que seu projeto poderia dar certo. Apaixonada desde a infância pela música dos Beatles, ela sabia que de nada adianta levar uma música para a turma ampliar seu conhecimento da Língua Inglesa, se ela não desperta o menor interesse dos alunos. Por isso, antes de investir em atividades, ela sempre colocava a turma para ouvir e ficava muito atenta às reações. Eles se entusiasmaram? Curtiram? Dançaram?

A música que abriu o projeto “Os Beatles – seu tempo e sua história”, premiado com o Educador Nota 10 em 2019, é “Hello, Goodbye”. “Eu sempre começo com essa música na esperança de que eles gostem e se interessem pela banda”, diz Arabelle. Após assistir ao vídeo, a professora mostrou uma HQ infantil sobre a história do grupo de Liverpool, na Inglaterra. “Eu resolvi trazer esse livro para a aula, juntamente com uma música mais simples para que os alunos pudessem entender”, conta.

O projeto nasceu de uma capacitação sobre música da qual Arabelle participou. Com ele, Arabelle trabalhou bastante a oralidade, trazendo vídeos, história e jogos para trabalhar em dupla na sala de aula. Nas atividades de listening, a música ajudou também na aquisição da melodia de um idioma. “Você percebe a entonação, o jeito de falar, a pronúncia de sons que não existem na língua materna. Crianças expostas a áudios e vídeos em geral tornam-se bons falantes”, diz Alberto Costa, gerente sênior de Serviços de Avaliação de Cambridge English.

À medida que aumentava o interesse dos estudantes, Arabelle trouxe mais materiais sobre a banda, com contexto histórico e cultural. Foi o caso, por exemplo, da música “Blackbird”, composta por Paul McCartney para falar sobre direitos civis dos negros nos Estados Unidos. Os alunos ficaram impressionados ao ler sobre a segregação racial nos anos 1960, o que a fez levar o filme “Hairspray”, um vídeo sobre a militante Rosa Parks e parte do discurso de Martin Luther King (no qual ele fala “Eu tenho um sonho” sobre a integração racial nos EUA) para discussão em sala de aula.

“A cada música é proposto um exercício diferente, em um trabalho de imersão na língua”. “O meu papel como professora não é só a língua, mas uma formação de um novo cidadão, quando eu trago todos esses aspectos sociais e culturais da época dos Beatles, eu estou mostrando a eles um outro mundo”.

Ideias para inspirar, conteúdo para ensinar

Quer ler esse conteúdo? Assine o Nova Escola Box

O Nova Escola Box é um produto digital que auxilia o educador a preparar a sua aula com dicas práticas, materiais de apoio para a sala de aula e textos de formação para os professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. Toda semana, o assinante recebe uma caixa digital de conteúdo nova e surpreendente.

Conheça os planos

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!