Para sua formação

Por que falar sobre saúde mental na escola

A escola pode desenvolver ações que trabalhem tanto na prevenção quanto na promoção das questões de saúde mental

Crédito: Patrick Cassimiro

A depressão afeta mais de 11,5 milhões de brasileiros, o equivalente a 5,8% da população, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde. Na América Latina, somos o país com maior prevalência. Quando se trata de ansiedade, somos mais de 18,6 milhões de brasileiros cujas vidas são afetadas por transtornos ligados a essa condição emocional. A escola pode ser uma grande aliada para debater, entender e prevenir questões de saúde mental, não apenas entre alunos, mas também, entre docentes.

Fazer de conta que o problema não existe é ignorar os efeitos que os transtornos que afetam a saúde mental podem ter no clima escolar. Um bom clima escolar é responsabilidade coletiva e envolve também a participação dos estudantes. Portanto, debater o assunto de forma clara e direta contribui para criar um espaço de confiança e segurança para todos. 

"A escola é um espaço privilegiado no qual crianças e adolescentes estão inseridos", afirma a psicóloga e psicopedagoga Ana Carolina C. D'Agostini neste vídeo. "A escola pode desenvolver ações que trabalhem tanto na prevenção quanto na promoção das questões de saúde mental durante o ano inteiro." E não precisa estar sozinha nessa iniciativa. Assista ao vídeo para entender mais sobre a importância de debater saúde mental na escola.

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90