Para usar com as crianças

Brincadeiras para tempos de pandemia

Quatro propostas lúdicas que incentivam as interações entre as crianças e com o ambiente de forma segura

Ilustração de crianças brincando em área externa da escola.
Ilustrações: Leticia Moreno/NOVA ESCOLA

É brincando que as crianças aprendem sobre si e que lidam com medos, ansiedade e outras emoções que a pandemia pode ter provocado. Além disso, depois de tanto tempo em casa, com a retomada das atividades presenciais elas estarão ansiosas para interagir. Mas como propor essa convivência de forma segura? Brincadeiras em espaços abertos, que não exijam muito contato físico, são as ideais para este momento.

Evandro Tortora lembra que diminuir o tempo em sala de aula é uma demanda antiga na Educação Infantil e que este pode ser o momento de colocar isso, de fato, em prática. Se a escola não tem pátio, uma sugestão é utilizar espaços da vizinhança, como uma praça. Caso não seja possível, dá para explorar ainda espaços dentro da própria escola, como o refeitório ou até um corredor. A sugestão vale, especialmente, quando se dividem as crianças em grupos menores, para que não fiquem aglomeradas, permitindo que ocupem espaços diferentes num mesmo momento. 

Vale pontuar que os brinquedos devem estar sempre higienizados antes de chegarem às crianças. E, após o uso, a limpeza deve ser feita novamente. Esse hábito deve ser compartilhado com as crianças, assim como a questão do distanciamento e do uso de máscaras.

Para te inspirar, elencamos abaixo quatro propostas de brincadeiras que, além de valorizarem as experiências da infância, respeitam os protocolos de higiene exigidos pelo momento. Confira:  

divisória

Ilustração de crianças brincando de higienizar os brinquedos em bacia.

Banho de brinquedos: A proposta aqui é levar bacias para a área externa da escola para que as crianças possam dar banho em alguns brinquedos como bonecas, carrinhos ou outros objetos feitos de materiais à prova d'água ou fáceis de secar. As bacias precisam estar distanciadas e as crianças vão precisar de bucha e detergente neutro para lavá-los. Por bacia, o indicado é ter duas ou três crianças. Enquanto os pequenos brincam, a ideia é falar da importância da higiene corporal, especialmente em tempos de coronavírus. Outro ponto positivo é que a brincadeira estimula o ato de cuidar. Depois de limpas, as crianças podem deixar os brinquedos secando ao sol, caso possível, ou secar com um pano. Para saber mais sobre a atividade, confira o plano de aula de NOVA ESCOLA, em Banho nas bonecas.


Ilustração de crianças brincando de pegar no parque da escola.

Pega-pega com objeto para toque: Nesta proposta adaptada, os pequenos devem utilizar um objeto intermediário para tocar no outro. Pode ser um brinquedo ou um objeto comprido de plástico ou outro material, como uma “boia espaguete”. O importante é tomar o cuidado de utilizar objetos suaves, que não machuquem as crianças, mesmo com a empolgação da brincadeira.


Brincar com elementos da natureza: A partir de folhas, pedrinhas, areia, galhos, você pode, por exemplo, estimular que as crianças recolham esses elementos para fazer colagens ou apenas para manuseio e exploração de texturas, cheiros e cores. Aqui vale também a brincadeira de esconder e achar: os elementos da natureza podem ficar escondidos debaixo de panos ou dentro de uma caixa. Outra abordagem pode ser chamar atenção para o vento e seus efeitos, como o balançar de uma árvore e os formatos das nuvens e suas semelhanças com coisas que as crianças conhecem. Uma proposta que também encanta os pequenos é o desenho de observação, tanto de elementos específicos da natureza quanto de fenômenos naturais, como a chuva.


Ilustração de crianças brincando em área externa da escola.

Roda sem pegar na mão: Nesta versão da tradicional brincadeira infantil, o pátio deve ter lugar demarcado no chão para cada criança ficar. A roda pode girar, ou não, e as brincadeiras podem ser feitas com cada um no seu espaço. Esse também é um bom momento para as rodas de conversa com as crianças ou para contação de histórias.

divisória

Caixa abrindo

Continue lendo conteúdos exclusivos com acesso ilimitado

Assine o Nova Escola Box e veja sugestões de atividades para aulas remotas e presenciais.

Apenas R$15,90 por mês

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!