Para usar com as crianças

Sugestão de atividade: monte seu bloquinho de Carnaval

Junte marchinhas, fantasias e muita autonomia para criar uma celebração com significado para os pequenos

É importante aproximar os bebês das atividades do Carnaval e oferecer experiências significativas e ricas. Foto: Tuane Fernandes Ilustração: Ana Matsusaki 

Confete, glitter, fantasias e música. Com esses quatro elementos já poderíamos caracterizar uma festa como carnavalesca. Mas, como ir além? Como proporcionar na escola um momento divertido e significativo para os pequenos? 

O Carnaval é uma rica oportunidade para oferecer experiências significativas para as crianças. É a oportunidade de trabalhar habilidades dos Campos de Experiência da BNCC, ao mesmo tempo em que aproxima as crianças de uma manifestação cultural importante. A forma pode variar, mas o importante é criar um clima carnavalesco na escola, em que todos participem e o protagonismo seja das crianças, de modo que elas se apropriem da celebração e da cultura popular. Em outras palavras, o essencial é que a festa tenha a cara dos pequenos e eles tenham a possibilidade de construir o dia do baile. 

Uma sequência simples de atividades pode ser muito rica para esse momento no início do ano. Maria Paula Zurawski, especialista em Educação Infantil e professora no Instituto Vera Cruz, compartilhou com NOVA ESCOLA uma de suas atividades preferidas para o Carnaval e que indica em suas formações. Confira o passo a passo: 

Indicado para: Crianças bem pequenas e crianças pequenas.

No caso dos bebês: Ainda que não consigam ter uma participação como as crianças maiores, é possível fazer uma adaptação na sugestão de atividade abaixo e focar nos aspectos musicais do Carnaval, apresentar as marchinhas, ouvir as melodias e explorar os movimentos do corpo. O importante é que se aproximem da manifestação cultural. 

PASSO A PASSO

1. Proponha uma conversa inicial sobre o Carnaval. Neste primeiro momento, apresente a festa como uma manifestação popular importante para a cultura brasileira, explique o trabalho que será realizado e pergunte o que eles já sabem sobre Carnaval. A partir das dúvidas que surgirem, é possível explicar o que é um bloco de carnaval, o que é uma escola de samba, como surgiu o Carnaval, como é a festa em outros lugares. Também é possível trazer algumas especificidades da sua própria localidade de forma a trazer elementos mais próximos dos pequenos, marcas do Carnaval que eles já tenham visto, por exemplo.

2. Explore as preferências dos pequenos. Ainda no momento de sensibilização, ofereça uma seleção de marchinhas – se quiser algumas sugestões para começar, aqui você encontrará uma seleção de marchinhas. Em seguida converse com eles sobre suas preferências, a melodia ou letra que mais gostaram. Ao discutir as músicas, também é possível organizar momentos de leitura das letras (para se aprofundar, veja aqui).

Para ir além: É possível propor que as crianças, com base em uma melodia que tenham gostado, criem sua própria marchinha. Neste caso, eles podem cantar e gravar a música para a apresentação final.

3. Divida a sala para montar o bloquinho. A partir da inclinação por uma ou outra marchinha, monte pequenos grupo. Se a maior parte da turma gostar de uma mesma música, pode ser criado um bloco para toda a turma.

4. Peça que as crianças pensem nas fantasias. Por exemplo, se a marchinha escolhida falar sobre animais, os pequenos podem pensar no que eles podem usar no dia do desfile para se caracterizarem. Caso a marchinha seja para a turma inteira, pensar se usarão uma fantasia comum ou diferentes fantasias. Ainda pensando na identidade visual do desfile, cada bloquinho pode criar um estandarte que represente cada bloquinho (ou um para toda a turma). Nesses casos, é importante oferecer algumas referências para que eles possam pensar como será, as cores e os símbolos que utilizarão para identificar o grupo.  

5. Mãos na massa. Ofereça materiais e organize um ateliê para que as fantasias sejam montadas para o dia do desfile – e o estandarte, caso a turma decida fazê-lo. Para saber mais como é possível organizar este momento, confira aqui.

6. Abre alas para o Carnaval. Neste dia, cada bloco terá seu momento de se apresentar e as crianças podem cantar e dançar a marchinha escolhida. A organização deste momento, porém, pode variar e é preciso ser pensada com antecedência. Entre os formatos possíveis, sugerimos:o desfile que termina em um grande baile e uma apresentação tipo show. Se o trabalho for comum da escola e o espaço permitir, é possível fazer um cordão, isto é, um grupo começa o desfile e passa em cada sala buscando a turma para compor o desfile. A cada turma, todos dançam e cantam a marchinha daquele grupo que acabou entrar.

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90