Apoio:

Para ter mais ideias

Sugestão prática: troco o vídeo por qual estratégia?

Elaborar podcasts, indicar filmes ou explorar jogos permite colocar os alunos em contato com outras linguagens

Jogos, podcasts ou uma curadoria de vídeos já prontos também são opções para incluir no planejamento das aulas a distância. Estúdio Kiwi|NOVAESCOLA

Neste momento de quarentena, os vídeos parecem ser a opção natural para usar nas aulas a distância. Mas eles não são as únicas opções. Quando aliados a outras linguagens, podem, inclusive, criar um cenário de aprendizagem multimídia, no qual o estudante desenvolve competências e habilidades diversas.

Com esse olhar, que outras estratégias podem também ser eficazes e dinâmicas? Indicamos algumas sugestões que podem ser usadas em conjunto com os vídeos ou como substitutas a eles.

Preparar podcasts

Convidar os alunos a gravarem áudios para a elaboração de um podcast da turma é opção para estimular a expressão oral dos estudantes. O roteiro do programa pode ser construído coletivamente e conter entrevistas, músicas, jogo de perguntas, reportagens etc. Programas como o Audacity, gratuito, ajudam a editar o material. “Essa estratégia também soluciona a questão de alguns alunos não terem celular com espaço de memória suficiente para gravar um vídeo”, aponta o professor Bruno Campos, da Central de Formação e Mídias da Secretaria de Educação de Vinhedo, em São Paulo.

Recorrer a cineclubes on-line

Há produções audiovisuais disponíveis gratuitamente em plataformas como VideoCamp, Porta Curtas ou mesmo o YouTube que podem fomentar diálogos entre os conteúdos curriculares e o cotidiano dos alunos. O educador tem a possibilidade de escolher documentários, filmes e animações para promover leituras críticas entre a turma ou como introdução ou conclusão de um assunto. A experiência permite colocar os estudantes em contato com o tema de maneira lúdica e imersiva, engajando-os no processo de aprendizagem e levantando questões. Para definir o que usar, considere a idade dos alunos e avalie a linguagem do material e a coerência com a proposta pedagógica. 

Promover rodada de pitches

Pitch é uma apresentação rápida – de um projeto ou trabalho –, em que o aluno desenvolve a capacidade de síntese e organização de uma ideia. No contexto do ensino remoto, o professor pode pedir para que a rodada de apresentações aconteça por meio de pequenos vídeos, gravados com o auxílio de aplicativos e outros recursos digitais. 

Explorar os jogos 

Tabuleiro, videogame, cartas ou as opções encontradas nos computadores. São muitos os jogos disponíveis que podem contribuir para reflexões sobre o conteúdo curricular. “Os jogos estimulam a cooperação e a criatividade, além de utilizar uma linguagem que engaja os estudantes como nenhuma outra”, diz a consultora educacional Marly Machado Campos. Veja aqui o link com sugestões para incluir esse recurso no planejamento. 

Fazer uma curadoria no YouTube Edu

A plataforma gratuita reúne uma série de vídeos produzidos, especialmente para o uso educativo. Com base nesse acervo, o professor pode montar uma lista com sugestões para a realização de uma pesquisa ou projeto, por exemplo. Se o docente quiser, também é possível submeter suas videoaulas para publicação. A vantagem de optar por um vídeo já pronto é não precisar elaborar um novo material. Para escolher, vale o mesmo raciocínio da opção por filmes: considere a idade da turma e avalie a linguagem do material e a coerência com a proposta pedagógica.

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90