PARA USAR COM OS ALUNOS

Danças, brincadeiras e jogos: Como a Educação Física pode valorizar os povos indígenas

Repertório cultural sustenta muitas das atividades praticadas nas escolas indígenas. Confira algumas sugestões criadas pela professora Luciene Jakomearegecebado, da etnia bororo

Ilustração de duas crianças dançando junto a povos indígenas.
Ilustração: Ana Carolina Oda/NOVA ESCOLA

A comunidade da aldeia Piebaga, da etnia bororo, localizada em Santo Antônio de Leverger (MT), costuma participar bastante das atividades desenvolvidas na Escola Estadual Indigena Piebaga. A professora Luciene Jakomearegecebado conta que a interação entre alunos, pais e anciães acontece em aulas variadas, inclusive nas de Educação Física, com danças e brincadeiras principalmente.  

Com base no repertório cultural da cultura bororo, a docente nos indica três sugestões de atividades já desenvolvidas com alunos do Ensino Fundamental 1 e que mostram muito bem como ocorre a conexão entre a escola e o povo indígena na prática.

divisória

TEMA 1: BRINCADEIRA DA PETECA


Como trabalhar nas aulas: Inicie a atividade com a confecção da peteca com os alunos. Juntamente com a turma, selecione as palhas de milho mais resistentes, as melhores penas e a quantidade adequada de grãos secos de milho para balancear o peso das petecas. Com as petecas prontas, defina com a turma as regras do jogo ou então peça que cada grupo determine as próprias regras. Em comum, todas precisam seguir a máxima: Não deixar a peteca cair! Na brincadeira da peteca, trabalha-se a coordenação motora das crianças, desenvolvendo a agilidade, a confiança no colega do lado, o movimento e o fortalecimento dos braços e das pernas, além do respeito com o espaço do colega. Trata-se de uma brincadeira de grupo, em que a participação de todos é importante. A brincadeira de peteca é uma das mais antigas entre os bororo.

Habilidade da BNCC de Educação Física relacionada: EF35EF01 - Experimentar e fruir brincadeiras e jogos populares do Brasil e do mundo, incluindo aqueles de matriz indígena e africana, e recriá-los, valorizando a importância desse patrimônio histórico cultural.

divisória

TEMA 2: COMPETIÇÃO DE ARCO E FLECHA


Como trabalhar nas aulas: A primeira atividade é realizar a fabricação do arco e da flecha. Para isso, a turma conta com o apoio dos anciães da aldeia, que são os conhecedores das matérias-primas mais resistentes. Nesse momento, eles também compartilham com os alunos as histórias, as técnicas usadas e as experiências de quem usa o arco e a flecha bororo. Feitos os instrumentos, os alunos são estimulados a testar suas criações em alvos. Essa brincadeira trabalha a coordenação motora no manuseio do arco e também a precisão para acertar a pontaria. A atividade é oportunidade para ensinar que toda competição precisa ser saudável e, mesmo que haja um vencedor e um perdedor, mais importante é a participação de todos na atividade.  

Habilidade da BNCC de Educação Física relacionada: EF35EF01 - Experimentar e fruir brincadeiras e jogos populares do Brasil e do mundo, incluindo aqueles de matriz indígena e africana, e recriá-los, valorizando a importância desse patrimônio histórico-cultural.

divisória

TEMA 3: DANÇAS DOS DIAS DE FESTAS NA ALDEIA


Como trabalhar nas aulas: Pais e anciães da aldeia são chamados a participar da atividade. São escolhidas danças que celebram datas festivas importantes para a comunidade. Na sequência, os adultos ensinam a organização do espaço, a distância de cada participante entre si, a sequência de passos, os gingados praticados e também as letras das músicas cantadas. Os adultos detalham ainda quais são os trajes e as pinturas corporais usadas para aquela ocasião festiva. A atividade estimula a coordenação motora e a concentração dos alunos, além de fortalecer a cultural local e os vínculos comunitários. 

Confira abaixo um vídeo de 1917, gravado pela Comissão Rondon, que desbravou locais até então desconhecidos pelo governo brasileiro. No registro de mais de 100 anos, é possível conhecer algumas das danças e festividades típicas dos bororo.

Habilidade da BNCC de Educação Física relacionada: EF35EF09 - Experimentar, recriar e fruir danças populares do Brasil e do mundo e danças de matriz indígena e africana, valorizando e respeitando os diferentes sentidos e significados dessas danças em suas culturas de origem.

divisória

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90