PARA USAR COM OS ALUNOS

Atividade de Ciências: use situações frequentes na pandemia para trabalhar empatia e afetividade

A partir de cenas que se tornaram comuns nos últimos tempos, crianças são instigadas nesta proposta a pensar em como se sentiriam e que tipo de apoio gostariam de receber em diferentes situações

Fotomontagem de menina negra segurando celular em mãos. Da tela emana uma luz amarela que ilumina seu rosto.
Crédito: Duda Oliva/NOVA ESCOLA. Fotografia: Bruce Mars/Unsplash

Do isolamento social ao luto pela morte de alguém próximo, a pandemia impactou a vida de todos, embora de formas diferentes. Despertar nos alunos o senso de empatia e de afetividade é ferramenta importante a ser acionada neste momento, mesmo que os conceitos dessas duas palavras possam parecer muito abstratos para as crianças. 

Para trabalhar os temas com a turma, adaptamos um plano de aula de Ciências elaborado pela professora Juliana Nair dos Santos Silva, de Ribeirão Preto (SP), para o contexto de retomada das aulas presenciais. Diante de imagens que mostram pessoas em situações comumente vistas durante a pandemia – como doentes ou com dificuldades de ressocialização, por exemplo –, as crianças serão questionadas sobre como se sentiriam no lugar dos retratados e de que forma gostariam de ser tratadas ou apoiadas.

Como o foco aqui são as turmas do 1º ano, a atenção do docente deve se concentrar no estímulo às interações dos alunos. “É importante criar pontos de desequilíbrio, ou seja, mostrar as várias perspectivas sobre uma mesma situação. Em outras palavras, mostrar para as crianças que uma imagem pode ter muitas interpretações e estimular a reflexão para todos esses cenários”, analisa Mariana Tavares, psicóloga e mestre em Educação.

divisória de atividade

ATIVIDADE: A IMPORTÂNCIA DA EMPATIA E DA AFETIVIDADE

Proposta para turmas do 1º ano estimula a reflexão sobre colocar-se no lugar do outro


Indicado para: Turmas de 1º ano

Na BNCC: EF01CI04 - Comparar características físicas entre os colegas, reconhecendo a diversidade e a importância da valorização, do acolhimento e do respeito às diferenças.


PASSO A PASSO

1. Comece com um filme. Reúna a turma e exiba o curta-metragem A Ponte (confira abaixo). Após a sessão, questione os alunos sobre o que fariam se fossem cada um dos personagens. Incentive e acolha todas as respostas.

2. Pergunte sobre convivência em grupo. Na sequência, apresente a questão disparadora: “Como eu convivo em grupo?” Peça que os alunos pensem na resposta à pergunta, mas só respondam ao final da atividade, quando você retomar a questão.

3. Mostre imagens de situações comuns na pandemia. Agora, divida a turma em duplas ou trios e repasse imagens que mostram situações ligadas de alguma forma com o contexto da pandemia do coronavírus. Abaixo, listamos algumas sugestões. Outras podem ser incluídas, caso ache importante representar alguma outra situação presente na rotina da escola ou da turma e que possa gerar uma reflexão a respeito.

Foto de paciente em cama de hospital sendo amparado por outra pessoa

Foto de aglomeração com pessoas sem máscara

Foto de pessoas ajudando moradores de rua

Foto de criança em sala de aula

4. O que está acontecendo em cada imagem? Peça aos alunos que, em grupo, identifiquem o que está acontecendo na cena. Depois peça que se coloquem no lugar dos integrantes daquela ação. Nesse momento, utilize perguntas para estimular as interações a cada cena retratada, como as sugeridas na lista abaixo. Lembre-se: é importante destacar todos os pontos de vista das pessoas envolvidas nas cenas:

- Como acha que a pessoa A da foto está se sentindo?

- E como a pessoa B da mesma foto parece estar se sentindo?

- Como você se sentiria no lugar da pessoa A? Como se sentiria no lugar da pessoa B?

- De que forma você poderia agir com a outra pessoa da imagem? 

Algumas interações possíveis a cada uma das cenas sugeridas:

- Na imagem 1, as crianças podem se solidarizar tanto com o paciente quanto com a pessoa, que parece ser um familiar, e que está acompanhando o doente. Os alunos podem mencionar situações similares a esta e que viveram na pandemia, com algum familiar. Aqui, pode-se discutir a importância de se proteger contra a covid-19 e também sobre a importância dos médicos e enfermeiros no tratamento da doença, mesmo que estes não apareçam na imagem.

- Na imagem 2, os alunos podem refletir sobre a importância do uso de máscara para reforçar a ação coletiva de combate à disseminação do vírus. Também podem pensar sobre essa responsabilidade individual que impacta o coletivo, além da indiferença de muitas pessoas com relação à pandemia. 

- Na imagem 3, as crianças podem falar sobre como muitas pessoas perderam empregos e ficaram mais pobres na pandemia, a ponto de até precisarem de ajuda para se alimentar. Também podem lembrar que muitos grupos têm se mobilizado para oferecer comida e roupas para as mais desamparadas. Os alunos podem ser questionados, ainda, sobre como é possível ajudar pessoas com dificuldades econômicas ou se eles já as ajudam de alguma forma.

- Na imagem 4, os estudantes podem perceber a menina com um semblante mais triste ou distraído na sala de aula, o que pode indicar um desânimo com a volta às aulas presenciais, por exemplo. O professor pode questionar os alunos se eles se identificam ou não com a menina da imagem, e de que forma poderiam apoiar outras crianças que se sentem desanimadas, por exemplo. 

Em todas as análises, reforce as atitudes éticas e manifestações cidadãs expressas nas imagens.

5. Retome a questão disparadora. Após analisarem conjuntamente todas as imagens, retome com as crianças a pergunta disparadora “como eu convivo em grupo?” e reflita que a empatia (ação de se colocar no lugar do outro, compreendendo suas necessidades) leva a um convívio mais saudável em grupo.

6. Desenho. Termine a atividade pedindo um desenho que represente uma atitude, dentre todas as citadas na atividade, que eles conseguem colocar em prática e que consideram importante para melhorar a convivência em grupo, seja em casa, seja na escola ou em outros espaços de socialização. Depois, os desenhos poderão ser fixados em um mural da escola, junto a palavras que caracterizam as atitudes, como solidariedade, apoio, cuidado e amizade, dentre outras, escolhidas em conjunto com a turma.

divisória de fechamento

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

50% de desconto na assinatura do Box!

Assine o Nova Escola Box pela metade do valor no mês de novembro e tenha acesso a conteúdos exclusivos para se inspirar e praticar em sala de aula!

Conheça nossos planos

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!