Sugestão de atividade 2

Use laboratório rotacional para ensinar procedimentos de pesquisa e gêneros textuais

Nesta sugestão, a professora Jordana propõe uma continuação do trabalho inicial de levantamento de dados e produção de texto, feitos pela turma

Diversos espaços da escola podem ser usados no laboratório rotacional: pode ser a sala de aula ou um lugar aberto, como o pátio. Ilustração: Estúdio Kiwi/NOVA ESCOLA

Agora que você já compreendeu como trabalhar a pesquisa escolar, uma prática que envolve uma série de habilidades da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), é hora da turma de se debruçar sobre o material coletado e os textos produzidos, encontrando maneiras de aperfeiçoar o resultado final.

Nesta sequência de aulas, Jordana Thadei, professora do Instituto Singularidades, formadora do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e Assessora de Língua Portuguesa do Instituto Acaia Pantanal, propõe o uso do laboratório rotacional. 

A sugestão é formar dois grupos, com base na avaliação feita por você ao final da atividade 1. Enquanto um permanece na sala de aula, o outro vai para o laboratório de informática ou espaço da escola em que é possível se usar tecnologias digitais. Aliás, o laboratório rotacional também é apropriado para instituições que não dispõem de equipamentos tecnológicos para todos os alunos, proporcionando um revezamento no uso dos dispositivos.

A estratégia favorece a proximidade entre professor e estudantes porque a divisão da turma dá ao docente a possibilidade de dar assistência a grupos menores e sobre um mesmo aspecto.

A atividade a seguir foi elaborada por Jordana com o apoio do consultor Fernando Trevisani, professor, consultor educacional em metodologias ativas e coorganizador (com Lilian Bacich e Adolfo Tanzi Neto), do livro Ensino Híbrido: Personalização e tecnologia na educação (Penso, 272 págs., R$ 49).

ATIVIDADE 2: LABORATÓRIO ROTACIONAL PARA APRIMORAR A COLETA DE DADOS E A ESCRITA

Usando os resultados da atividade 1 para dividir a turma entre dois ambientes da escola, com tarefas distintas

Indicado para: Turmas de 8º e 9º anos

Materiais necessários: 

- Dispositivos tecnológicos digitais com acesso à internet.

- Projetor e caixas de som (ou aplicativo para socialização remota da pesquisa – fóruns, Padlet etc. – se for o caso).


Espaço: Sala de aula e outro espaço extraclasse, com recursos tecnológicos conectados à internet, para consulta e aprofundamento da pesquisa. Caso seja possível, os alunos podem também utilizar seus próprios celulares. Em caso de ensino remoto, o ambiente virtual deve possibilitar a formação de dois grupos distintos. Se isso não for possível, pode-se trabalhar sincronamente com um grupo, enquanto o outro permanece assíncrono.

Na BNCC: 

EF89LP25 - Divulgar o resultado de pesquisas por meio de apresentações orais, verbetes de enciclopédias colaborativas, reportagens de divulgação científica, vlogs científicos, vídeos de diferentes tipos etc.

EF69LP35 - Planejar textos de divulgação científica, a partir da elaboração de esquema que considere as pesquisas feitas anteriormente, de notas e sínteses de leituras ou de registros de experimentos ou de estudo de campo, produzir, revisar e editar textos voltados para a divulgação do conhecimento e de dados e resultados de pesquisas, tais como artigo de divulgação científica, artigo de opinião, reportagem científica, verbete de enciclopédia, verbete de enciclopédia digital colaborativa, infográfico, relatório, relato de experimento científico, relato (multimidiático) de campo, tendo em vista seus contextos de produção, que podem envolver a disponibilização de informações e conhecimentos em circulação em um formato mais acessível para um público específico ou a divulgação de conhecimentos advindos de pesquisas bibliográficas, experimentos científicos e estudos de campo realizados.

EF69LP36 - Produzir, revisar e editar textos voltados para a divulgação do conhecimento e de dados e resultados de pesquisas, tais como artigos de divulgação científica, verbete de enciclopédia, infográfico, infográfico animado, podcast ou vlog científico, relato de experimento, relatório e relatório multimidiático de campo, dentre outros, considerando o contexto de produção e as regularidades dos gêneros em termos de suas construções composicionais e estilos.

EF69LP38 - Organizar os dados e informações pesquisados em painéis ou slides de apresentação, levando em conta o contexto de produção, o tempo disponível, as características do gênero apresentação oral, a multissemiose, as mídias e tecnologias que serão utilizadas, ensaiar a apresentação, considerando também elementos paralinguísticos e cinésicos e proceder à exposição oral de resultados de estudos e pesquisas, no tempo determinado, a partir do planejamento e da definição de diferentes formas de uso da fala – memorizada, com apoio da leitura ou fala espontânea.

EF69LP42 - Analisar a construção composicional dos textos pertencentes a gêneros relacionados à divulgação de conhecimentos: título, (olho), introdução, divisão do texto em subtítulos, imagens ilustrativas de conceitos, relações, ou resultados complexos (fotos, ilustrações, esquemas, gráficos, infográficos, diagramas, figuras, tabelas, mapas) etc., exposição, contendo definições, descrições, comparações, enumerações, exemplificações e remissões a conceitos e relações por meio de notas de rodapé, boxes ou links; ou título, contextualização do campo, ordenação temporal ou temática por tema ou subtema, intercalação de trechos verbais com fotos, ilustrações, áudios, vídeos etc. e reconhecer traços da linguagem dos textos de divulgação científica, fazendo uso consciente das estratégias de impessoalização da linguagem (ou de pessoalização, se o tipo de publicação e objetivos assim o demandarem, como em alguns podcasts e vídeos de divulgação científica), terceira pessoa, presente atemporal, recurso à citação, uso de vocabulário técnico/especializado etc., como forma de ampliar suas capacidades de compreensão e produção de textos nesses gêneros.


PASSO A PASSO

PARTE 1

Espaço: Sala de aula

Tempo: 2 aulas seguidas ininterruptas

1. Trabalhe com demandas específicas: Baseando-se no laboratório rotacional, um dos modelos de ensino híbrido, organize os alunos em dois grupos. A divisão será feita a partir da categorização que você fez previamente ao final da Atividade 1, de duplas que precisam avançar mais na coleta de dados e de duplas que precisam desenvolver melhor as questões de gênero textual:

Grupo A - Coleta de dados: Este grupo utilizará a sala de informática, a biblioteca ou outro espaço onde possam acessar fontes de pesquisa. Oriente as duplas a retomarem a busca de informações ou as informações coletadas previamente, discutindo-as com outras duplas, de modo a ampliar as informações do primeiro registro. Indique a estratégia que você considera mais adequada a cada caso e apresente novas fontes de pesquisa, se necessário. Esse grupo pode trabalhar autonomamente, enquanto você auxilia o outro.

Grupo B - Aspectos relativos ao gênero textual: Este grupo permanecerá na sala de aula. Aborde as características e a função do gênero textual. Com novos exemplos ou outros já trabalhados, analise a forma composicional, a linguagem, o tema, a função social, o contexto de circulação do gênero e como isso impacta as escolhas dos autores. Conforme o gênero textual escolhido, observe se usa apenas uma linguagem ou se mescla verbal, sonora e visual, e como elas constituem sentidos para o texto. Explore o aprofundamento no tema, se o texto explica termos científicos utilizados, fundamental para a compreensão pelo leitor.  

                                                                                          Ilustração: Estúdio Kiwi/NOVA ESCOLA

2. Trocando de espaço: Decorrido o tempo previsto, os grupos trocam de espaço de trabalho. Proponha a socialização das modificações realizadas no texto de divulgação da pesquisa, comparando-as à versão anterior e refletindo sobre a importância de a pesquisa apresentar informações claras e detalhadas. 

- Na segunda versão, as informações estão mais detalhadas?

- Elas ampliam o conhecimento do leitor sobre o tema estudado?

- As informações acrescidas estão relacionadas ao roteiro e atendem aos propósitos da pesquisa?

PONTO DE ATENÇÃO: O revezamento pode ser realizado também em aulas remotas. Para isso, o professor precisa determinar espaços virtuais distintos, dos quais participe, em diferentes momentos. Outra possibilidade é o Grupo A trabalhar autônoma e assincronamente, enquanto o Grupo B trabalha com o professor sincronamente, em um primeiro momento, fazendo o revezamento, posteriormente.

PARTE 2

Espaço: Sala de aula

Tempo: 2 aulas não necessariamente seguidas

3. Socialize as pesquisas: Com toda a turma reunida em sala de aula (presencial ou remota), estabeleça um tempo para que as duplas compartilhem suas pesquisas. Caso o gênero escolhido tenha sido verbal e impresso, a socialização pode ser realizada oralmente. Se gênero envolve múltiplas linguagens, é importante disponibilizar um projetor, caixas de som ou usar cartazes, caso sua escola não tenha esses equipamentos.

PONTO DE ATENÇÃO: Se a pesquisa foi realizada como apoio a outro componente curricular, avalie com os estudantes o modo como os resultados serão usados nas respectivas aulas. 

PARTE 3

Espaço: Sala de aula

Tempo: 1 a 2 aulas

4. Avaliando a experiência: Com o coletivo da turma reunido em sala de aula (presencial ou remota), avalie os benefícios e os desafios da sequência de atividades, identificando aspectos que podem ser modificados em próximos planejamentos.

Para essa conversa, você pode usar perguntas, tais como estas:

- A discussão e troca de informações entre as duplas ajudou no processo? Explique.

- Que conhecimentos foram construídos nesse passo da atividade?

- Que conhecimentos foram construídos no momento de reflexão sobre o gênero? 

PONTO DE ATENÇÃO: No ensino remoto, a avaliação dos estudantes pode ser realizada por meio de enquetes.

5. Realizando a devolutiva da atividade: A devolutiva (ou feedback, como define o consultor Fernando Trevisani neste artigo) pode ser feita pessoalmente ou por meio de texto escrito, áudio, infográfico, vídeo etc. Aponte os desafios identificados na Atividade 1 [link para C3], as estratégias para superá-los e os avanços evidenciados na Atividade 2. Indique o que ainda precisa ser superado e como fazê-lo. Se necessário, faça devolutiva por duplas, abordando aspectos específicos àquelas que ainda demandem observações. 

Para um processo mais transparente de avaliação e para ter elementos para se basear durante a devolutiva, é interessante pensar em critérios avaliativos antes da aula ser realizada, durante o planejamento. Também é importante socializar com os alunos tais critérios para que eles tenham o que tomar como referência durante as produções solicitadas. A ideia é dar orientações para os alunos sobre como serão avaliados ao longo do processo.

Ideias para inspirar, conteúdo para ensinar

Esse conteúdo é feito para você recarregar as suas ideias!

Educador, assine o Nova Escola Box e tenha acesso a conteúdos exclusivos orientados para a aprendizagem a distância.

Apenas R$15,90 por mês

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!