Parceria:

PARA USAR COM OS ALUNOS

Atividade de Matemática: Compreendendo os juros na compra de um celular

Uma proposta para refletir sobre pagamentos à vista ou parcelados em um contexto relevante para os jovens

Ilustração de sala de informática onde os alunos fazem uma atividade relacionada a compra de produtos com juros.
Ilustração: Veridiana Scarpelli/NOVA ESCOLA

Um mesmo produto à venda, mas com dois valores diferentes a depender da forma de pagamento. Os estudantes, com certeza, já se depararam com esta situação inúmeras vezes. No entanto, será que sabem a razão da disparidade entre esses preços? 

Desenvolver a compreensão dos alunos sobre juros e a diferença entre compras à vista e a prazo é um bom ponto de partida para a Educação Financeira. O conhecimento ganha ainda mais relevância quando o professor o trabalha de forma contextualizada, mostrando como aplicar esses conceitos no cotidiano. Essa abordagem também os previne de cair em armadilhas. 

Para isso, pode-se trabalhar a compra parcelada de um celular no cartão de crédito, por exemplo. A situação é comum na vida do estudante e abre espaço para discussões relevantes de como construir relações saudáveis e conscientes com o dinheiro, tanto no presente quanto no futuro.

Na sugestão de atividade a seguir, elaborada por Cícero Inácio, professor de Matemática e integrante do Time de Autores de NOVA ESCOLA, o cálculo de juros na compra de um celular permite aos alunos não apenas desenvolverem habilidades essenciais de Matemática, como também, avaliar que tipo de negócio pode, ou não, ser vantajoso para eles.

O professor lembra a diferença entre Matemática Financeira e Educação Financeira. Enquanto a primeira é focada em cálculos matemáticos ligados ao dinheiro, como juros, a segunda está ligada aos comportamentos do indivíduo em relação às finanças.

divisória de atividade especial C6 Bank

À vista ou a prazo? Compreendendo os juros em contextos relevantes para os alunos 

Utilize uma situação comum ao universo jovem para abordar cálculo de juros e as armadilhas das diferentes modalidades de pagamento


Indicado para: 9º ano

Materiais: Acesso à internet e plataformas síncronas (como Zoom e Google Meet) em caso de aula remota.

Na BNCC: EF09MA05 - Resolver e elaborar problemas que envolvam porcentagens, com a ideia de aplicação de porcentuais sucessivos e a determinação das taxas porcentuais, preferencialmente com o uso de tecnologias digitais, no contexto da educação financeira.


PASSO A PASSO

1. Introduza o tema. Comece a aula perguntando aos estudantes onde e como compram seus celulares. Em sites, lojas de departamento ou na própria operadora? Questione, então, quem pagou pelo eletrônico (eles ou os pais), qual forma de pagamento preferem (à vista ou a prazo) e por quê. O objetivo desse diálogo é propor uma reflexão sobre as circunstâncias que envolvem o consumo do aparelho. 

2. Compartilhe um exemplo. Apresente aos estudantes um exemplo de promoção de celular em alguma loja on-line. Em seguida, peça que se dividam em grupos e discutam qual a melhor opção de pagamento, justificando suas escolhas. A discussão deve levar ao entendimento de que a escolha depende do poder de compra de cada um, pois, apesar do desconto à vista, nem sempre se tem o valor disponível para fazer a compra nessa condição. 

PONTO DE ATENÇÃO: Caso esteja desenvolvendo a atividade no contexto remoto, você pode compartilhar a tela ou enviar a imagem para os estudantes por e-mail, WhatsApp ou qualquer outra plataforma. É possível fazer a divisão da turma por meio de grupos no WhatsApp ou das salas simultâneas na plataforma Zoom.

Reprodução de anúncio de celular nas Lojas Americanas.
Fonte: Lojas Americanas. Disponível em: <https://www.americanas.com.br/produto/1451187505?pfm_carac=celulares&pfm_index=11&pfm_page=search&pfm_pos=grid&pfm_type=search_page> Acesso em: 9/Março/2021.

3. Calcule o valor dos juros: Ainda em grupos, peça aos estudantes que calculem em porcentagem qual a diferença entre os valores à vista e a prazo. No exemplo da imagem acima, a diferença é de aproximadamente 7%, representando R$ 83,03 a mais para quem decidir parcelar o pagamento. Explique, então, que essa quantia extra resultante do pagamento a prazo recebe o nome de “juros”. Questione os alunos se eles consideram esse valor alto, ou não, e peça para calcularem quanto este representa nas parcelas mensais da compra a prazo.

4. Diferencie juros simples de compostos: Explique a existência de dois tipos de juros (simples e composto). Enquanto os juros simples são baseados no total do valor de um empréstimo ou depósito, os compostos baseiam-se nesse mesmo total mais os juros que se acumulam em cada período, conhecidos como “juros sobre juros”.

5. Reflita sobre o aprendizado: Pergunte aos estudantes quais foram os principais aprendizados relacionados à atividade. Aproveite esse momento para mostrar também como eles podem levar esse conhecimento sobre cálculo de juros para as compras da família. Proponha, então, a reflexão sobre como poupar pode ser vantajoso quando se planeja comprar um bem. Além disso, é importante que eles pensem sobre outros aspectos relacionados a essa compra: se o aluno precisa urgentemente de uma celular para trabalhar e/ou estudar, não fica mais difícil adquiri-lo à vista? O estudante que já possui um celular não poderia esperar um pouco mais para comprar um novo modelo e assim fugir do pagamento parcelado? A renda dos alunos é apenas deles, ou também é compartilhada com familiares e outras pessoas? Para finalizar, dê espaço para que eles apontem aspectos positivos e outros que podem ser melhorados na atividade.

divisória de fechamento especial C6 Bank

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90