PARA SABER AINDA MAIS

Afeganistão: Livros, documentários e outras referências para aprofundar e atualizar

Da Netflix ao livro-reportagem sobre Malala, uma seleção de obras para colocar em dia seus conhecimentos e refletir sobre o conflito no país

Garotas afegãs têm aula em uma escola em Bamozai, na província de Paktya. Aeronáutica dos Estados Unidos
Garotas afegãs têm aula em uma escola em Bamozai, na província de Paktya. Aeronáutica dos Estados Unidos (Capitão John Severns). Agosto de 2007. Foto: Wikimedia Commons

O que ler, ouvir e assistir para se atualizar e saber mais ainda sobre a situação do Afeganistão e as questões complexas que atravessam o tema antes de levar o conteúdo para a sala de aula? Confira uma lista de referências:  

Elemento gráfico de divisória

LIVROS 


O Vulto das Torres - A Al-Qaeda e o caminho até 11/09, de Lawrence Wright (Cia das Letras, 2007)  

Conta a história tanto da criação da Al-Qaeda no contexto da Guerra Fria no Afeganistão quanto a história do pensamento jihadista internacional. E demonstra como os Estados Unidos se tornaram alvo, bem como os erros de inteligência que levaram ao 11 de Setembro. 


Malala, a menina que queria ir para a escola, de Adriana Carranca

A jornalista, que cobriu o conflito no Afeganistão in loco, conta em detalhes a história da garota paquistanesa que foi vítima do Talibã. É uma boa fonte para entender o funcionamento do grupo e útil, pois ajuda a dialogar com o público estudantil. 


O perigo de uma História Única, de Chimamanda Ngozi Adichie

A obra não trata da temática do Afeganistão, mas pode ser bastante útil ao professor que quer se preparar para trabalhar as diferentes temáticas e os conflitos de identidade e visões de mundo que atravessam os conflitos contemporâneos.

Elemento gráfico de divisória

PODCAST 


O Assunto: episódio “Afeganistão na mão do Talibã”, G1/Spotify 

O episódio expande o que está acontecendo no país a partir do ponto de vista da jornalista Adriana Carranca, que esteve quatro vezes no Afeganistão. Trata também da situação das mulheres afegãs depois da retomada do poder pelo grupo extremista Talibã. 

Elemento gráfico de divisória

DOCUMENTÁRIOS E FILMES 


Ponto de Virada: 11/09 e a guerra contra o terror, Netflix  

A série documental de dez episódios faz uma colagem com imagens da época, entrevistas e depoimentos para traçar o que aconteceu nos 20 anos que separam 2021 de 11 de setembro. É um mergulho profundo e exige fôlego para assistir tudo de uma vez, mas pode ser interessante para relembrar eventos e saber mais sobre eles do ponto de vista contemporâneo e mais distanciado de 2001. Caso vá compartilhar com os alunos, selecione trechos e tenha sensibilidade, pois o documentário mostra também cenas fortes.


Vozes do Islã, de Francirosy Campos 

O documentário investiga temas diversos do Islã no Brasil, como o véu, o casamento, as divergências da comunidade, a relação entre os pesquisados e a pesquisadora e pode auxiliar o professor a entender melhor a religião muçulmana. A obra é resultado de nove anos de pesquisa e de imersão nas comunidades islâmicas em São Paulo e em São Bernardo do Campo.


Jogos de Poder, dirigido por Mike Nichols, 2007

Ainda que se trate de uma obra ficcional, o filme mostra o contexto dos anos 1980, quando os EUA negociam uma aliança entre diferentes países do Oriente Médio para financiar grupos de resistência ao avanço dos soviéticos no território afegão.

Elemento gráfico de divisória

VIDEORREPORTAGEM 


Afeganistão: os interesses de EUA, China, Rússia, Irã e Paquistão no futuro do país

Esse vídeo produzido pela BBC Brasil explica de maneira clara e sucinta os interesses de diferentes países no futuro do Afeganistão com o retorno do Talibã ao poder. O material pode ser, inclusive, utilizado pelo professor em sala de aula.


“'Nem toda mulher que usa véu é oprimida', diz Boushra Almutawakel, autora da imagem viral de mãe e filha de burca”

Nesse texto, a jornalista entrevista a fotógrafa Boushra Almutawakel autora de uma montagem que viralizou na internet em agosto. A imagem mostrava diversas fotos de uma mãe, uma menina e uma boneca com diferentes vestimentas utilizadas pelas mulheres muçulmanas. Na entrevista, a autora reflete sobre a mensagem que sua obra transmitiu ao mundo justamente na semana em que o Talibã assumiu o poder no Afeganistão e lembra que a misoginia patriarcal não é encontrada apenas no mundo muçulmanos, mas em toda parte. O material pode ser utilizado como pontapé inicial para tratar da religião muçulmana e falar sobre os estereótipos que essa religião carrega consigo, tentando desconstruir os preconceitos.


“Afeganistão: como o Talebã avançou tão rapidamente após saída dos EUA”

No vídeo, a repórter contextualiza os últimos acontecimentos no Afeganistão e como a tomada do poder pelo Talibã surpreendeu, inclusive, os EUA. A reportagem retoma parte da história dos 20 anos de ocupação do exército estadunidense nas terras afegãs, bem como as dificuldades do antigo governo afegão em relação a seu próprio Exército nacional e os casos de corrupção local.


“Sharia: o que é a lei islâmica que o Talebã quer aplicar no Afeganistão?”

Nesse vídeo, a reportagem fala sobre a lei islâmica e como essas normas são interpretadas de diferentes maneiras para diferentes grupos muçulmanos. Também aborda a temática dos direitos das mulheres afegãs, com a chegada do Talibã no Afeganistão.

Elemento gráfico de divisória

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90