Para usar com as crianças

Atividade: ajude a família a montar percursos para bebês

Sugestão inspirada em plano de aula da professora Keli Luca pode ser facilmente adaptada por pais ou responsáveis para o ambiente doméstico

Ilustração: Pedro Hamdan/NOVA ESCOLA

Para manter os bebês ativos - isto é, engatinhando, caminhando e explorando as possibilidades de movimento de seus corpos -, nem sempre é preciso muito espaço ou recursos específicos. Usando objetos da própria casa, em um único cômodo, é possível propor percursos desafiadores para os pequenos.

A professora Keli Luca, do Time de Autores NOVA ESCOLA, sugere o percurso da cabana, em que o bebê percorre um pequeno espaço explorando fotos da família. “É um momento de se mover, mas de maneira acolhedora e afetiva, e que aprofunda o vínculo da família”, diz. 

A educadora também propõe um segundo percurso, com obstáculos para transpor, escalar e escorregar. Nessa configuração, o circuito permite aos bebês perceberem suas limitações e desenvolverem habilidades motoras. “E o papel da família é estimular o movimento, mas sem cobrar. E que eles também possam se divertir e brincar junto”. 

Para auxiliar você a apoiar as famílias das crianças durante a quarentena, NOVA ESCOLA preparou, com a ajuda de Keli, o passo a passo para montar os percursos. Você encontrará, inclusive, um PDF com o mapa de cada percurso que pode ser baixado no celular e enviado pelo WhatsApp.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O PDF

PERCURSO 1: A cabana

Ilustração: Pedro Hamdan/NOVA ESCOLA

Indicado para: Bebês (zero a 1 ano e 6 meses)

Materiais: duas cadeiras ou uma mesa, tecidos, almofadas, tapetes e fotos da família. Se necessário, uma fonte de luz como um abajur

PASSO A PASSO

1. Monte a cabana: Posicione duas cadeiras emparelhadas e use o encosto para pendurar tecidos de diferentes texturas, formando uma cabana. Outra possibilidade é cobrir todas as laterais de uma mesa com os tecidos. Também pode ser interessante colocar um tapete ou outro tecido no chão, para ficar mais aconchegante e proteger a criança do frio. Se ficar muito escuro, coloque um abajur, uma lanterna ou um pisca-pisca na parte interna.

2. Disponibilize as fotos: Selecione as fotografias da família que gostaria de compartilhar com o pequeno, e espalhe-as pelo chão da tenda.

3. Um momento dentro da cabana: Entre na cabana e convide o bebê a fazer o mesmo. Enquanto engatinham lá dentro, percorrendo os olhos pelas fotos, vá contando as histórias representadas por aqueles registros. Fale também sobre quem são aquelas pessoas, apontando para seus rostos. Conte como elas são, seu grau de parentesco, e alguma história bonita ou divertida que vivenciou com ela.

Dica: Outra possibilidade para variar a experiência dentro dessa tenda é colocar livros no chão, e contar pequenas histórias para o bebê. Se possível, incentive que ele escolha e busque os livros que deseja.


PERCURSO 2: Desafios motores

Ilustração: Pedro Hamdan/NOVA ESCOLA

Indicado para: Bebês (zero a 1 ano e 6 meses)

Materiais: Cobertores, almofadas ou travesseiros, 1 colchão, 1 mesa, 2 cadeiras e brinquedos

PASSO A PASSO

1. Prepare o percurso: Comece com um obstáculo feito com pilhas de cobertores, que os bebês terão de escalar para subir e descer. Em seguida, empilhe almofadas ou travesseiros para simular uma escada. Mais à frente, coloque rolinhos de cobertor em pé, de forma que os bebês precisem fazer curvas para seguir em frente. Use um colchão apoiado do chão ao encosto do sofá, formando um plano inclinado para ser escalado e para escorregar na descida. Posicione uma mesa para o bebê passar por baixo e cadeiras lado a lado, formando uma passagem pelo meio. E o desafio final: uma cadeira para subir e descer, com colchão e almofadas ao redor, que vai garantir maior segurança para a escalada. No final do percurso, coloque os brinquedos favoritos do bebê.

2. Faça o convite: Incentive que o pequeno se aproxime do primeiro obstáculo e tente transpô-lo. Permita que ele siga explorando o percurso livremente e descalço, para maior estabilidade e relação do corpo com o espaço.

3. Dê apoio: Esteja ao lado do bebê durante todo o trajeto, motivando, transmitindo segurança. Ofereça a mão para o bebê se apoiar nos momentos de escalada, mas incentive que ele descubra sozinho como usar o corpo para atravessar aquele obstáculo.

4. Esteja atento: Durante a exploração, perceba os pontos em que o bebê demonstra mais facilidade, dificuldade e interesse. Essas observações são úteis para adaptar o percurso, se necessário.

5. Repita: Permita que o bebê experimente o percurso várias vezes em um mesmo dia, se ele desejar. E repita a experiência sempre que possível.

Dica: Mude a ordem dos obstáculos e proponha novos desafios de acordo com o interesse do bebê.



Diante da pandemia do coronavírus, este conteúdo está aberto para todos os nossos leitores. Outros temas do Nova Escola Box são exclusivos para assinantes, caso queira ler mais e ainda não tenha uma assinatura, clique no botão abaixo e conheça nossos planos :)

Quero Assinar!

Caixa abrindo

Continue lendo conteúdos exclusivos com acesso ilimitado

Assine o Nova Escola Box e veja sugestões de atividades para aulas remotas e presenciais.

Apenas R$15,90 por mês

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!