Para usar com as crianças

Uma atividade para ouvir histórias de mulheres inspiradoras

Na sugestão de Elizabeth Geralda Souza, do Time de Autore NOVA ESCOLA, a proposta é investigar a trajetória dessas pessoas

Turma da EMEI Isabele Barbosa da Silva, em Campina Grande (PB). Foto: Renan Carlos/Nova Escola

As crianças costumam gostar de ouvir contos sobre mundos fantasiosos ou personagens corajosos que, assim como elas, enfrentam desafios da vida e sentimentos complexos. Mas existem outras histórias, mais próximas e reais, que também podem ser contadas e valorizadas: a de mulheres que essas crianças admiram. Por isso, Elizabeth Geralda Souza, diretora escolar e integrante do Time de Autores Nova Escola, convida você a elaborar uma atividade que leve os pequenos a investigarem a trajetória dessas pessoas especiais e a realizarem oficinas ao lado delas.

"Essa atividade exige um cuidado especial dos educadores no momento de ouvir as crianças. É preciso respeitar a história de cada uma, valorizar o que elas têm para falar e fazer intervenções cuidadosas, para que não prevaleça a opinião do professor ou o que ele quer ouvir, mas a história que a criança quer contar", explica Elizabeth.

Vamos lá?

Indicado para: Crianças pequenas (4 anos a 5 anos e 11 meses).

Materiais: Convite; cartaz; materiais para desenho e pintura.

Espaço: Sala para as atividades iniciais e espaços abertos da escola ou do território para as oficinas.

Tempo da atividade: 2 semanas.

Na BNCC: EI03EO06, EI03EF01, EI03EF06, EI03ET06, EI03EO03. 

PASSO A PASSO

1. Formem uma roda: Convide as crianças a falarem sobre as mulheres que são importantes nas suas vida. Peça que contem sobre sua origem, seus hábitos, costumes, traços físicos e o que gostam de fazer juntos. Instigue-os a falar sobre suas próprias origens e a recordar histórias sobre essa ou outras mulheres.

Pontos de Atenção: Incentivar todas as crianças a falar, mas respeitar as que não quiserem; acolher caso alguma criança deseje escolher outra pessoa que não uma mulher; não exigir que seja da família; cuidar para que todos respeitem as configurações familiares e histórias dos colegas.

2. Proponha uma investigação: Pergunte o que mais as crianças têm curiosidade em saber sobre uma mulher especial para elas, como a localidade onde nasceram e vivem, suas origens, seus costumes, o que gostavam de brincar na infância, um prato de comida favorito, histórias, festas que participam etc. Peça para que elas conversem com essa pessoa sobre isso e que tragam fotos e objetos que possam representar momentos marcantes ou algo de que gostem muito. Combine com os pequenos (e com as famílias) um prazo para essa tarefa.

3. Prepare um cartaz: Acomodados em roda no grande grupo, converse sobre a pesquisa que fizeram. Proponha que contem com quem conversaram e que compartilhem as descobertas que fizeram. Incentive que mostrem quais fotos e objetos trouxeram para compartilhar com os colegas. A partir disso, cada criança recebe um cartaz, onde poderá recontar a história dessa pessoa, por meio de colagens, desenhos, pinturas, ou o que preferir, representando momentos importantes de sua história. Guarde os cartazes, eles serão utilizados na atividade final.

4. Convide as mulheres: Explique para as crianças que essas mulheres especiais serão convidadas a ir à escola para contar um pouco sobre suas vidas e fazer algo que gostam junto com as crianças. Elas podem, por exemplo, ensinar os pequenos a preparar seu prato favorito, fazer uma brincadeira que gostavam quando crianças ou contar uma história importante de suas vidas. Crie com os pequenos um convite, e encaminhe junto um pedido para as mulheres que desejarem compartilhar algo entrem em contato para combinar a atividade. Assim, a escola terá tempo de providenciar os materiais necessários e organizar um calendários com os encontros. Se for possível, realize essas oficinas em mais de um dia, podendo agrupá-las por temas, para que todas as mulheres tenham a oportunidade de participar.

5. Receba as convidadas: Reúna as crianças em roda no grande grupo e conte que chegou o dia de receberem as mulheres. Peça para que cada criança pegue o cartaz que preparou sobre essa pessoa, e explique que antes do início de cada oficina, elas vão apresentar essa mulher para os colegas e demais convidadas, contando um pouco sobre quem é ela e sua história.

6. Realize as oficinas: Durante todas as atividades, incentive que as mulheres contem para os pequenos o motivo de gostar daquela atividade, alguma história que vivenciou relacionada àquilo, como foi a primeira vez que conheceu aquilo, e se marcou sua infância ou outro momento da vida. Incentive os pequenos a oferecerem ajuda, perguntando e participando da atividade. Ao final das oficinas, reúna todos no grande grupo para conversar

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90