Para usar com as crianças

Costure as histórias da turma em uma colcha de retalhos

A atividade feita pela EMEI Isabele Barbosa da Silva, em Campina Grande (PB), rende lindos momentos entremeados de afeto e emoção

Professoras e crianças deitam sobre a colcha de retalhos produzida pela turma da EMEI Isabele Barbosa da Silva, em Campina Grande (PB). Foto: Renan Carlos/Nova Escola

Uma colcha de retalhos pode trazer em seus fios dezenas de histórias entrelaçadas: um pedaço da calça que uma avó costurou para um neto, ou um lençol que uma mãe ganhou no dia do casamento. E de uma simples colcha ela passa a ser também uma trama de histórias. É a partir dessa ideia que as crianças e as mulheres importantes de suas vidas pintam juntas desenhos em retalhos de tecido, que depois serão unidos para compor uma colcha que conta as histórias daquela turma.

"Ao final desse projeto, as mulheres se sentiram muito valorizadas, e para os pequenos foi especial tê-las na escola, em um momento de troca e afetividade", conta Dhemes Samara Gomes dos Santos, uma das professoras da EMEI Isabele Barbosa da Silva, em Campina Grande (PB), onde essa atividade foi realizada. 

Indicado para: Crianças pequenas (4 anos a 5 anos e 11 meses).

Materiais: Livro A colcha de retalhos (Conceil Corrêa da Silva e Nye Ribeiro, Editora do Brasil, 24 págs., R$ 48,30); retalhos de tecidos variados; retalhos de algodão de 200 cm²; tintas para tecido e pincéis; convite.

Espaço: A parte da conversa em roda pode ser feita em sala. Já a oficina pode ocorrer em um espaço mais amplo e aberto, ou em uma praça, que tenha mesas e cadeiras.

Tempo da atividade: 4 semanas.

Na BNCC: (EI03ET06) (EI03EF01) (EI03EO06) (EI03TS02)

Pontos de Atenção: As crianças serão convidadas a desenvolver a atividade relacionada a alguma mulher importante para elas, mas esteja aberto caso prefiram que seja um homem; não exigir que essa mulher seja da família: se a criança desejar, pode ser uma professora ou uma vizinha, por exemplo; estar atento para as interações entre as crianças, para garantir que todas tenham a oportunidade de falar e que respeitem as histórias de vida de cada um.

PASSO A PASSO

1. Abra uma roda: Com as crianças sentadas em círculo, leia o livro A colcha de retalhos, de Conceil Corrêa da Silva e Nye Ribeiro. Ao final, converse com elas sobre o que entenderam e sentiram a partir da narrativa. Depois, diga que nesse livro aparece a avó, mas que ela pode representar outras mulheres importantes em suas vidas. Comece a perguntar quem são elas, qual é uma lembrança marcante, o que gostam fazer juntos, e por que são especiais. Repita o processo quantas vezes achar necessário, aprofundando tanto o entendimento sobre o livro quanto as conversas sobre as mulheres importantes para os pequenos.

2. Proponha a oficina: Convide os pequenos a planejarem uma atividade. Explique que eles podem escolher uma mulher para vir à escola e pintar pedaços de tecido para fazer uma colcha de retalhos junto com a turma, tal qual a da história. Se possível, leve uma colcha similar para que eles visualizem o resultado.

3. Confeccione os convites: Peça para as crianças criarem um convite para a mulher com quem querem realizar a atividade. Em um pequeno espaço, escreva a data e o horário combinados. O restante deve ficar livre para desenhos, pinturas, e colagens.

4. Consiga os retalhos: Peça para as famílias disponibilizarem alguns retalhos de tecidos variados, e para que a escola adquira quadrados de algodão - o ideal é que haja ao menos um por criança, porque é nele que serão feitas as pinturas. 

5. Realize o encontro: Separe os materiais e receba as convidadas. Sentem em roda e leia novamente o livro A colcha de retalhos. Permita que as crianças participem da contação de história. Em seguida, conversem sobre o que cada um pensou e sentiu a partir da narrativa, e estimule que as crianças falem por que motivo escolheram aquela mulher para estar ali com elas. Ao final, proponha que as duplas desenhem e pintem juntas no tecido.

6. Monte a colcha: Com o auxílio de alfinetes, intercale os retalhos de tecido com os quadrados de algodão onde estão os desenhos até chegar ao tamanho desejado - de dois a três metros quadrados deve ser o suficiente. Depois, é só a costurá-la. 

Colcha de retalhos finalizada pela turma e as professoras. Foto: Renan Carlos/Nova Escola

7. Mostre o resultado: Quando a colcha estiver pronta, reúna as crianças para conversar sobre o que cada uma desenhou, o que aquilo significa para elas, e se gostaram do resultado. Depois, guarde a colcha e use com a turma para momentos de contação de história, por exemplo. Ter com eles esse objeto que representa um momento de afetividade é também uma maneira de fazê-los se sentirem mais seguros e tranquilos.

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90