Para usar com as crianças

Construindo uma casinha, passo a passo

A turma vai soltar a imaginação brincando de recriar o seio familiar com massinha e materiais recicláveis

Crianças da EMEI Isabele Barbosa da Silva usam brinquedos para construir casinhas. Foto: Renan Carlos/Nova Escola

Por meio de variadas atividades e linguagens, as crianças têm a oportunidade de expressar o que sentem pelas mulheres especiais de sua vida. Compartilhando as histórias com os colegas, eles começam a conhecer outros tipos de casas e de arranjos familiares. Depois, constroem uma casinha usando materiais recicláveis, que ficará disponível para meninos e meninas brincarem juntos.

"Como as crianças são bem pequenas, procuramos trabalhar a partir de coisas mais concretas para elas, como a casa, que pode ser a mesma em que elas moram com essa mulher especial ou não. O importante é dar espaço para as crianças expressarem esse orgulho que sentem por essa pessoa", conta Fábia Laurentino, professora na EMEI Isabele Barbosa da Silva, em Campina Grande (PB). 

Mãos à obra!

Indicado para: Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses).

Materiais: Música A Casa, de Vinícius de Moraes (pode ser ouvida no YouTube, aqui); poema Casa de Avó, de Roseana Murray (pode ser encontrado no blog da autora, aqui); objetos concretos para representar trechos do poema; caixas de papelão e outras sucatas, tintas, pincéis, cola ou fita adesiva; massinha de modelar; papel e lápis ou giz. 

Espaço: Sala ou outros espaços amplos.

Tempo da atividade: 5 semanas.

Na BNCC: EI02CG05, EI02TS02, EI02EF03, EI02EF04.

Pontos de Atenção: Cuidar para que todas as crianças possam se expressar, utilizando diferentes linguagens, e para que respeitem diferentes configurações familiares e tipos de habitação; estar atento para o tempo de interesse das crianças por cada atividade, e encerrar se for necessário, retomando em outro momento; repetir cada etapa quantas vezes forem necessárias.

PASSO A PASSO

1. Introduza o assunto: Ofereça às crianças massinha de modelar, e peça que modelem uma mulher especial para elas. Vá conversando sobre quem é essa mulher: o nome, a idade, se é da família ou não, o que ela faz, e por que é importante. Essas bonecas de massinha podem ser guardadas e utilizadas ao final das atividades, para brincar na casinha.

2. Amplie o tema: Comece a conversar com a turma sobre onde essas mulheres especiais moram, e explique que vão fazer casinhas de dobradura para elas. Entregue um pedaço de papel retangular para cada um, e ensine a fazer a dobradura. Quando estiverem prontas, peça que pintem a casinha e desenhem as mulheres especiais dentro dela. 

3. Leia o poema: Em roda, leia para as crianças o poema Casa de Avó. Leve objetos concretos que representem trechos do texto, e promova dramatizações, para facilitar que eles se mantenham entretidos. Depois, peça que falem sobre o que entenderam do poema, e recontem a história à sua maneira. Também converse com as crianças sobre o que é uma casa, quem pode morar nelas, e onde eles e as mulheres importantes para eles moram.

4. Mostre outras habitações: Ouça com as crianças a música A Casa, permitindo que elas dancem e se movimentem pelo espaço. Em seguida, forme uma roda e retome com a turma o que é uma casa. Explique também que, assim como o poema e a música mostram, as casas podem ter diferentes formas, e mais: podem ser ocupadas por variadas pessoas, como só a avó e a mãe, a irmã e um pai, ou uma família grande. Mostre imagens de outros tipos de lares, como ocas, palafitas, alvenaria, pau a pique e outras construções presentes na região, e permita que as crianças que quiserem falem sobre quem mora com elas, e onde estão as mulheres especiais de suas vidas. Em seguida, peça que elas imaginem e desenhem uma casa diferente, com as pessoas que desejarem dentro dela.

5. Construa uma casinha: Usando materiais recicláveis e cola ou fita adesiva, construa com a turma uma casinha. Se preferir e houver disponibilidade do material na escola, você também pode oferecer blocos de montar. Vá conversando sobre cada parte da casa, e sobre quem pode morar nela. Estimule que as crianças contem histórias sobre sua casa e sua família, retomando quem são as mulheres especiais que fazem parte de sua vida. Ao final, explique que a casinha ficará na sala, e poderá ser usada por meninos e meninas na hora de brincar.

Na escola de Campina Grande (PB), a opção foi aproveitar os brinquedos e blocos de montar. Foto: Renan Carlos/Nova Escola

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90