Para usar com as famílias

Atenção com as mordidas de animais

Confira as orientações para evitar acidentes e saiba o que fazer caso eles aconteçam

Por Rosi Rico

Em caso de picada de um animal peçonhento, sabia que não pode chupar ou cortar o local da ferida? Saiba como evitar acidentes e o que fazer caso eles aconteçam. Ilustração: Rodrigo Damati/NOVA ESCOLA

Eles são fofos e ótimos companheiros. Mas, com todo mundo dentro de casa por muito tempo, a probabilidade de acidentes com animais domésticos aumentam. E as consequências para as crianças, que têm a pele mais fina do que os adultos, podem ser mais graves. 

Há também o risco de acidentes envolvendo animais peçonhentos, tais como escorpiões, aranhas e mesmo serpentes, a depender da área onde a família vive. 

Para evitar que os acidentes aconteçam 
- Antes de adquirir um bichinho, pesquise. Dê preferência aos cães de temperamento mais dócil e aqueles que se dão melhor com crianças. 

- Mantenha as vacinas do animal sempre em dia. 

- Ensine as crianças a brincarem com os cachorros. Diga que não se deve incomodá-los quando estiverem comendo, dormindo ou com os filhotes. Não deixe que batam ou puxem os pelos dos animais. 

- Ensine a criança a respeitar o espaço dos bichinhos e não interagirem quando eles não quiserem. 

- Sempre preste atenção antes de calçar sapatos ou usar bolsas e sacolas para verificar a presença de animais peçonhentos. 

- Mantenha jardins e quintais limpos. 

- Evite folhagens densas junto a paredes e muros das casas. 

- Vede ralos, frestas, buracos e soleiras de portas e janelas. 

- Afaste as camas e berços das paredes. Evite que roupas de cama e mosquiteiros encostem no chão. 

- Para evitar o aparecimento de baratas, moscas e outros insetos - alimentos preferidos de aranhas e escorpiões -, coloque o lixo em sacos plásticos e os mantenha fechados.

- Lembre-se de que ratos atraem cobras. Feche os buracos em muros, portas e janelas. 

O que fazer caso os acidentes aconteçam 
- Lave bem o ferimento provocado por mordidas de animais. Utilize apenas água e sabão. 

- Pode fazer compressas frias com água ou gelo para aliviar a dor. 

- Após mordida ou arranhão grave, principalmente no rosto ou nas extremidades, leve a criança para o pronto-socorro. 

- Mesmo mordidas e arranhões leves devem ser avaliados por médicos para verificar a possibilidade de infecções ou transmissão de vírus. 

- Em caso de picada de animal peçonhento, ligue imediatamente para o Centro de Controle de Envenenamento (CCE) de sua cidade para receber as orientações adequadas. SAMU (192) e Corpo de Bombeiros (193) também são opções.

- Não corte ou chupe o local da ferida provocada por animais peçonhentos. 

- Não amarre o membro com a picada, pois isso pode dificultar a circulação do sangue. 

- Não use produtos como antídotos sem que tenham sido recomendados pelo CCE ou por um médico. 

- Se possível, capture o animal (peçonhento) que causou o acidente, levando-o junto com a pessoa picada. 

- O Instituto Butantan oferece orientação telefônica 24 horas por dia. Os telefones são: (11) 2627-9529/9530 ou (11) 3723-6969.

Para colaborar no desenvolvimento de atividades de prevenção, preparamos uma série de cards com as orientações acima. O material pode ser compartilhado com as famílias.

Abaixo, você pode fazer o download dos cards no formato imagem para enviar por WhatsApp ou em PDF:

CARDS PARA WHATSAPP 

BAIXE PDF COM CARDS

Fontes: ONG Criança Segura, Instituto Butantan, Fiocruz, Dra. Tania Zamataro

Ideias para inspirar, conteúdo para ensinar

Quer ler esse conteúdo? Assine o Nova Escola Box

O Nova Escola Box é um produto digital que auxilia o educador a preparar a sua aula com dicas práticas, materiais de apoio para a sala de aula e textos de formação para os professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. Toda semana, o assinante recebe uma caixa digital de conteúdo nova e surpreendente.

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!