Para replanejar o ano

BAIXE O PDF: Tabela com habilidades prioritárias da BNCC e atividades de Alfabetização

Quadro criado pela consultora Maria José Nóbrega contém planos de aula e habilidades de Língua Portuguesa que não podem ser deixadas para trás

Por Camila Cecílio e Maria Lígia Pagenotto

Para avançar no aprendizado em 2020, será preciso simplificar e priorizar. Ilustração: Nathalia Takeyama/Nova Escola

Nesse momento da quarentena por conta do coronavírus, o professor precisa fazer escolhas no conteúdo a ser oferecido, garantindo o mínimo. O planejamento para as aulas remotas e para as que serão oferecidas no retorno à escola deve seguir a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), mas certamente não poderá ser cumprido à risca. “A BNCC tem algumas exigências, mas, agora, para avançarmos no aprendizado, será preciso simplificar”, diz Maria José Nóbrega, professora de pós-graduação do Instituto Vera Cruz, em São Paulo (SP) e assessora pedagógica dos Planos de Aula NOVA ESCOLA.

O essencial, segundo ela, é focar nos eixos que a BNCC propõe para a Língua Portuguesa: oralidade, leitura/escuta, produção (escrita e multissemiótica) e análise linguística/semiótica. É necessário, como indica a Base, relacionar os textos a seus contextos de produção. Assim, os campos de atuação enumerados pela BNCC para os primeiros anos do Ensino Fundamental também devem ser levados em conta entre as prioridades. São eles: vida cotidiana, artístico-literário, práticas de estudo e pesquisavida pública.

“A orientação, diante da situação de isolamento, é que o professor não negligencie nenhuma das práticas de linguagem e nenhum dos campos de atuação destinados ao 1º ano e 2º ano do Fundamental”, observa Maria José.

Para ajudar ainda mais o professor com essas escolhas, NOVA ESCOLA elaborou uma tabela de priorização com exemplos de Planos de Aula que podem ser trabalhados pelos alunos. Na tabela, estão indicados quais os gêneros textuais selecionados para os anos iniciais do Fundamental, dentro dos diferentes campos de atuação, e quais planos de nosso acervo você pode utilizar.

Para obter a tabela completa, basta clicar botão abaixo. Deixe esse material sempre à mão no seu computador. E, se você for gestor, discuta-o com sua equipe.

BAIXE O ARQUIVO

PONTO DE ATENÇÃO: A seleção apresentada na tabela é apenas uma das muitas possibilidades de priorização. Para decidir o que trabalhar com a sua turma, é importante levar em conta quais habilidades já foram desenvolvidas este ano, o contexto em que a sua escola se insere e, no caso das redes públicas, as diretrizes determinadas pela secretaria de Educação. Se você quiser, é possível solicitar o envio do escopo-sequência de NOVA ESCOLA na íntegra e fazer a sua própria seleção. É só clicar aqui.

Quais premissas nortearam a elaboração do material de priorização? 

Um dos critérios utilizados por Mazé foi sugeridos gêneros textuais que permitam desenvolver as habilidades de todos esses eixos, mas sem deixar de lado os quatro campos de atuação. Dessa forma, o docente consegue dar atenção prioritária às habilidades propostas para cada um dos anos; prioridade média para habilidades que podem ser negociadas entre os ciclos e atenção menor para as de segmento, pois para essas ele tem um tempo maior para se dedicar.

Para compreender melhor esse ponto, vale revisitar a forma como o documento está organizado. Na BNCC de Língua Portuguesa há três tipos de habilidade: as de segmento, de ciclo e as específicas de cada ano. Assim, como critério operacional, a sugestão é dar prioridade alta às habilidades propostas unicamente para cada um dos anos (cujo código de identificação começa com EF01, EF02), média para aquelas possíveis de serem negociadas entre os ciclos (EF12) e, por fim, atenção menor às habilidades de segmento (EF15) que têm um tempo maior para serem consolidadas.

O professor deve escolher os campos e, quando for o caso, selecionar o gênero que, dependendo das necessidades do grupo, ache importante priorizar. No entanto, é importante não deixar de lado nenhuma das práticas de linguagem e trabalhar com todos os campos de atuação. Fazendo isso, vai conseguir trabalhar atividades diversificadas, desenvolvendo no aluno habilidades para falar e ler e para compreender textos orais e escritos de diferentes campos de atuação.

“No caso dos primeiros anos, a questão principal é tentar fazer o aluno avançar na compreensão do sistema de escrita”, explica Maria José. Muitas crianças, afirma, não conseguem compreender que a letra escrita é a representação do som da fala, não escrevem nem leem com autonomia. Alguns decifram sinais gráficos no 2º ano, mas não têm fluência.

Ou seja: é desejável que a criança saia do 1º ano compreendendo o funcionamento do sistema de escrita. Essa é a prioridade. Ao final do 2º , ano, ela deve conquistar maior fluência para ler e escrever, ampliando seu domínio das convenções de escrita.“O que esperamos, com esses parâmetros que oferecemos, é que os professores consigam atender a essas necessidades dos alunos sem atropelo, entendendo que ele vai ter até 2021 para fazer ajustes na aprendizagem, a fim de cumprir as habilidades previstas”.

Como você pode utilizar esse material?

1. Escolha um dos campos e, quando for o caso, selecione o gênero que, em função das necessidades de seus alunos, considere necessário priorizar.

2. Leia com cuidado as orientações dos planos de aula que estão linkados na tabela, prestando atenção aos objetos de conhecimento mobilizados pelo trabalho proposto. Após ter escolhido a sequência de atividades, verifique quais atividades de sistematização permitem aprofundar as aprendizagens que deseja que seus alunos consolidem.

3. Considerando seu tempo didático, defina quantas atividades de sistematização podem ser inseridas em seu planejamento para que, com tranquilidade, seus alunos aprendam diferentes objetos de conhecimento. Feito essa escolha, analise qual o melhor momento para desenvolvê-las com seus alunos.

4. Por fim, não deixe de arejar a rotina dos alunos com as atividades permanentes propostas em cada ano. Nessa modalidade didática, as crianças podem aprender em situações didáticas mais horizontais. Escolha ao menos uma delas para desenvolver com sua turma.

Ideias para inspirar, conteúdo para ensinar

Quer ler esse conteúdo? Assine o Nova Escola Box

O Nova Escola Box é um produto digital que auxilia o educador a preparar a sua aula com dicas práticas, materiais de apoio para a sala de aula e textos de formação para os professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. Toda semana, o assinante recebe uma caixa digital de conteúdo nova e surpreendente.

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!