MATERIAL PARA OS ALUNOS

Atividades, canetas e até presente de Dia das Crianças: conheça o kit da escola Pompílio Guimarães

Saiba o que vai dentro dos envelopes adesivados com o nome de cada um dos alunos e distribuídos pelo diretor João Paulo

O kit preparado pela equipe da EE Doutor Pompílio Guimarães inclui atividades, livros e até alimentos. Foto: Rodrigo Ferreira/NOVA ESCOLA

O trabalho desenvolvido pela equipe da Doutor Pompílio Guimarães durante a quarentena tem se baseado no diálogo com o território, na escuta dos envolvidos com o processo de ensino e aprendizagem e na construção coletiva de ações. 

Segundo o gestor João Paulo Araújo, foi importante reconhecer que a comunidade tinha dificuldade de acesso às tecnologias e à internet, e que as famílias não tinham condições de assumir sozinhas a responsabilidade pelo processo de ensino.

Sendo assim, a equipe percebeu a necessidade de adaptar o material oferecido pela Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais. Muito além do conteúdo didático, os PETs chegam com alguma atividade de acolhimento, além da palavra e da escuta de João e de outros envolvidos. 

Na entrega, os kits anteriores são retirados e seguem para correção. As devolutivas quase sempre chegam: os alunos têm participado ativamente. 

Rosane Tavares, supervisora da escola, reafirma que o trabalho feito hoje teve início no fim do ano passado, quando, em reunião de avaliação, perceberam que era necessário focar mais em estratégias de planejamento e desenvolvimento de projetos em 2020.

No início deste ano, durante a preparação para implantação do currículo referência, a escola orientou os professores nesse sentido. E, nesse planejamento, o que ficou muito claro foi a necessidade de investir mais nas salas de aula que se apresentavam muito heterogêneas, com alunos que ainda não sabiam ler e escrever em meio a outros, alfabetizados.

“Com a pandemia, esse foi um ponto crucial a ser trabalhado, daí a importância dos kits de aprendizagem feitos pelos professores”, diz Rosane.

A principal preocupação da escola nesse período foi a de oferecer ao aluno um material didático que ele tivesse condições de fazer sozinho. “Os kits são preparados de acordo com o que eles sabem fazer, para que se sintam acolhidos e pertencentes à nossa escola”, explica.

João Paulo, auxiliado por Rosane e outros funcionários, imprime o material e coloca as folhas em envelopes etiquetados com o nome de cada aluno. A cada mês, eles recebem o conteúdo de todas as disciplinas, organizado por semana de atividade. Nesse envelope vai também um livro para leitura, escolhido de acordo com o perfil do aluno.

Neste mês de outubro, segundo João Paulo, o kit está bem completo. Além das lições e de um formulário de pesquisa para saber como eles estão, constam no pacote do Fundamental 1 lápis e borracha, canetas coloridas, alimentos, duas lembrancinhas – uma referente ao Dia dos Estudantes, celebrado em agosto, e outra ao Dia das Crianças – e um pedaço de tecido. “Fizemos um chaveiro em agosto, mas só agora ficou pronto”, explica João Paulo.

O presente do Dia das Crianças é fruto de uma doação recebida. Quanto ao tecido, é um retalho para o aluno expressar sua saudade da escola. “Sugerimos que ele pinte, escreva ou desenhe, do jeito que quiser, como puder, o que está sentindo. Com esses retalhos, vamos montar um painel, para registro do momento.”

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90