Para saber ainda mais

Como receber e acolher os alunos na Semana Pedagógica

Veja o passo a passo com as principais dicas de como apoiar os alunos na incomum volta às aulas de 2021

Por Carol Scorce

Ilustração de mesa com fotografias, celular (em vídeo chamada) e cartazes de boas vindas
Ilustração: Nathalia Takeyama/NOVA ESCOLA

O último ano foi de muitas adversidades e perdas, é verdade. Mas 2020 foi também o ano oficial de implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Além de habilidades e aprendizagens essenciais, norteadores de uma educação integral seja qual for o plano de ensino, a BNCC centraliza um valioso aspecto, especialmente agora, no acolhimento dos alunos depois de um duro ano: as habilidades socioemocionais

Assim, o acolhimento dos alunos não pode ficar de fora da Semana Pedagógica, isto é, de planejamento da equipe escolar. 

“Não devemos fazer apenas acolhimento com a ideia de investigar como as pessoas estão em relação à pandemia, mas em tudo. Isso é protagonismo”, explica a consultora do programa Formar da Fundação Lemann, mantenedora de NOVA ESCOLA, Sônia Guaraldo. 

Sônia chama atenção para o persistente problema da evasão, que em 2021 se tornou uma nuvem densa e identificável. “A escola precisa ser um atrativo, o conhecimento precisa ser um atrativo. Despertar o interesse por aprender ficou mais desafiador”, reflete. 

Retomar os grandes temas da escola é um caminho. O bom e velho - mas às vezes subestimado - falar e ouvir também. A coordenadora pedagógica e especialista em gestão escolar pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul Joice Lamb apresenta aqui um passo a passo com as principais dicas para que, no planejamento do acolhimento dos alunos, as principais estratégias não fiquem de fora. Confira.

SEMANA PEDAGÓGICA, DIA 3: COMO ACOLHER E RECEBER OS ALUNOS


Indicado para: Diretores e coordenadores pedagógicos do Fundamental  1 e 2

Objetivo da reunião: Planejar a recepção dos alunos

Sugestão de leitura prévia para os gestores e professores: “A escola precisa abrir um espaço especial de escuta das famílias na retomada” e Comunicação Não Violenta: O que é como aplicá-la no dia a dia escolar


PASSO A PASSO

1. Prepare-se com antecedência. É sempre importante se organizar antes da reunião: ler os textos indicados, pesquisar sobre o assunto que pretende abordar com a equipe e programar quais ferramentas serão usadas para fazer a reunião. 

2. Discuta a importância do acolhimento. Delibere com os professores o que é mais importante no acolhimento dos alunos. “Estamos dizendo, de antemão, que o acolhimento é importante. Será que todos os professores acreditam nisso? Promova essa discussão. Antes de pensar estratégias, é preciso que os professores compreendam o valor do acolhimento”, pondera Joice. 

3. Reserve espaços de fala também para os alunos. Antes de tudo, os alunos devem encontrar espaços próprios para se expressarem, por meio da fala com áudios e vídeos, ou da escrita, desenhos ou outras expressões apropriadas para cada etapa. 

Joice Lamb chama atenção para as valiosas informações que podem vir daí: “Nesta fala livre talvez já se consiga compreender muitas coisas que estavam marcadas para buscar no diagnóstico inicial. Tudo se complementa”, diz a educadora.

4. Reforce o afeto e o pertencimento. Os alunos precisam sentir-se importantes e pertencentes à comunidade escolar. A ideia é criar estratégias em conjunto com os estudantes sobre como eles acreditam que vão aprender melhor nas aulas. Novos formatos de comunicação, como o podcast, podem ser um caminho interessante de trabalho em grupo para expor ideias. E também eles podem montar playlists juntos, o que ajudará a descontrair e revigorar os laços. 

“Não é só dizer 'sentimos saudades de vocês', mas fazer com que eles indiquem o que vão fazer neste ano. Mas temas de estudo e discussão, como acham que é a melhor maneira de se comportar diante de tantas adversidades e como gostariam de ser tratados”, explica.

5. Pense nos espaços da escola. Programe a organização dos espaços da escola cumprindo o Plano de Contingência e as indicações sanitárias contra a covid-19, mas sem deixar de lado as necessidades socioemocionais dos alunos, como diálogo, interação, atividades físicas, alimentação e outras.

6. Faça combinados e estabeleça regras. Discuta com os alunos quais serão as regras de convivência e participação, levando em conta os aprendizados gerados em 2020, e a percepção dos alunos sobre as interações mediadas por câmeras, por exemplo. Tudo isso pode ser discutido e estabelecido em conjunto no início do ano letivo, o que poupará desgastes.

Ideias para inspirar, conteúdo para ensinar

Esse conteúdo é feito para você recarregar as suas ideias!

Educador, assine o Nova Escola Box e tenha acesso a conteúdos exclusivos orientados para a aprendizagem a distância.

Apenas R$15,90 por mês

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!