Para usar com os alunos

Um passo a passo para relacionar os vírus biológicos aos de computador

É possível apresentar o tema sem ficar na decoreba do que eles são ou não são

Por Ana Paula Bimbati

Ilustração: Nathalia Takeyama/NOVA ESCOLA

Ensinar sobre vírus, e ainda a distância, pode ser um desafio e tanto! Mas também é uma oportunidade de promover comparações interessantes. Será que os alunos sabem por que usamos o termo vírus para se referir a um programa ou trecho de código que danifica um computador? Pensando nisso, a professora Maria Cristina Muñoz, da EM Coronel Ladislau Leme, em Bragança Paulista (SP), desenvolveu um dos planos de aula de NOVA ESCOLA. 

Além disso, ao falar com seus alunos sobre o tema, você está trabalhando a habilidade EF04CI08 da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que propõe falar sobre as “formas de transmissão de alguns micro-organismos (vírus, bactérias e protozoários), atitudes e medidas adequadas para prevenção”. 

Confira, abaixo, uma sugestão de atividade, desenvolvida pela professora Maria Cristina, que pode ser feita em casa ou na escola.


Indicado para:
turmas a partir do 3º ano
Material: Post-its ou papéis recortados, fita adesiva, canetinhas

PASSO A PASSO

1. Faça uma comparação entre o vírus de computador e o biológico. Comece questionando os alunos sobre o que eles entendem quando ouvem a palavra vírus. Depois disso, é possível fazer comparações entre os vírus de computador e os biológicos. Se sua aula for a distância, há a possibilidade de gravar um vídeo de contextualização sobre o assunto e enviar em um grupo de WhatsApp para os pais ou para a própria turma, no caso do 5º ano. 

2. Leitura aprofundada. Compartilhe dois textos sobre vírus biológico e vírus de computador para que os alunos possam ler. Pelo WhatsApp, é possível enviar por PDF (disponível aqui e aqui). A leitura trará um embasamento para a pesquisa da turma. Caso sua turma esteja em processo de alfabetização, você pode ainda gravar um áudio com os textos para apoiar a leitura e enviar por Whatsapp. 

3. Hora da pesquisa! Peça para que os alunos pesquisem pela internet um tipo de vírus biológico e outro de computador e, depois,  escrevam: como ocorre a contaminação, quais os sintomas, as principais características do vírus e as medidas de prevenção. A ideia é que eles estabeleçam relações entre os itens.

4. Compartilhando os resultados. Oriente os alunos a compartilharem suas pesquisas e as relações feitas entre os vírus com toda a turma. É um bom momento para discutirem sobre o que encontraram, levantarem suas dúvidas e trocarem informações entre si. 

4. Sistematizando. Utilize Post-its ou papéis recortados para anotar os resultados das pesquisas. Caso seus alunos estejam em casa, podem colocar os papéis na porta ou em uma parede.  

Dica extra: Além do vídeo para a contextualização, caso você queira abordar esse assunto enquanto as aulas estão suspensas, aproveite para fazer vídeos com as demais orientações da atividade. “Isso ainda vai ajudar na relação do professor com seus alunos e colaborar para que não se perca a proximidade durante esse período de isolamento social”, diz a professora Maria Cristina. 



Diante da pandemia do coronavírus, esse conteúdo está aberto para todos os nossos leitores. Outros temas do Nova Escola Box são exclusivos para assinantes, caso queira ler mais e ainda não tenha uma assinatura, clique no botão abaixo e conheça nossos planos :)

Quero Assinar!

Ideias para inspirar, conteúdo para ensinar

Quer ler esse conteúdo? Assine o Nova Escola Box

O Nova Escola Box é um produto digital que auxilia o educador a preparar a sua aula com dicas práticas, materiais de apoio para a sala de aula e textos de formação para os professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. Toda semana, o assinante recebe uma caixa digital de conteúdo nova e surpreendente.

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!