Para se inspirar

Você sabe a hora de desligar?

Confira as dicas da mestra em Psicologia da Educação Ana Carolina D’Agostini para desconectar das redes sociais

Quantas horas por dia você passa trocando mensagens, checando seus grupos no WhatsApp, postando no Facebook ou visualizando a timeline do Instagram? Segundo levantamento publicado pela revista Forbes em 2018, passamos 85 bilhões de horas no aplicativo de mensagens entre maio e julho do ano passado. Só no Brasil, são 120 milhões de usuários do WhatsApp - mais da metade da população do país. 

Embora seja uma ferramenta útil e praticamente onipresente nos dias de hoje, o uso saudável, consciente e sem exageros das mídias sociais é importante quando o assunto é saúde mental. Silenciar as notificações, evitar o uso antes de dormir e limitar o tempo passado grudado no celular são algumas medidas que podem ser tomadas para desligar. 

Mas há um limite de tempo recomendado para usar as mídias sociais?

Para a psicóloga e educadora Ana Carolina D’Agostini, não é preciso encarar a tecnologia como problema, mas a conectividade não pode substituir as conexões reais. "Há um aumento de solidão quando você prioriza essa conexão virtual em detrimento às relações humanas", alerta D'Agostini. "As pesquisas indicam que reduzir (o uso das mídias sociais) para 30 minutos já é um fator de proteção imensa", recomenda a psicóloga. 

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90