Para se inspirar

Dicas de aplicativos e games para fazer sucesso com os alunos

Confira sugestões de jogos gratuitos e de sites com ferramentas para criar seus próprios jogos matemáticos

Ilustração de aluno em frente ao logotipo de várias plataformas de jogos educativos online.
Ilustração: Nathália Takeyama/NOVA ESCOLA

Especificamente no trabalho com habilidades e conteúdos da Matemática, dois grandes diferenciais do uso de games é que, no ambiente virtual, é possível fazer simulações e criar cenários fictícios para verificar abstrações e dar visibilidade a situações impossíveis de serem reproduzidas no mundo real. Lembre-se de que, conforme está na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a Matemática é, por excelência, uma ciência hipotético-dedutiva, pois suas demonstrações apoiam-se sobre um sistema de axiomas e postulados. Portanto, é fundamental considerar experimentações e vivências para a aprendizagem. 

A seguir, você encontra uma lista com seis sites que permitem a criação de jogos. Esta lista foi preparada com a colaboração de Leandro Mendonça do Nascimento, professor de Matemática no Ensino Fundamental 2 da Escola Profa. Dulce Trindade Braga, em Duque de Caxias (RJ), e da Escola Prefeito Juarez Antunes, no Rio de Janeiro, e de Rafael Ferreira da Costa Leite, mestre em Matemática pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e membro da Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire.

Wordwall - É possível criar atividades interativas e também para imprimir e trabalhar com elas somente no papel, caso algum aluno não tenha acesso à internet. Os jogos podem ser desenvolvidos em diversas opções de formatos, como perseguições de labirinto, verdadeiro ou falso e tabuleiro. Existem recursos gratuitos e outros pagos. Para contribuir com o trabalho docente, é possível gerar relatórios de toda a interação dos estudantes.

Socrative - Ambiente virtual que permite a interação entre professor e alunos simultaneamente, como se o jogo fosse um anexo da sala de aula. No site, é possível fazer quizzes, corridas de foguetes e jogos de tabuleiro, inserindo textos e fotos. Ainda é possível comentar resultados e gerar relatórios de participação e potencializar a análise do trabalho feito com a turma. 

Quizizz - É uma plataforma que cria quizzes em formato de perguntas. Por ter um tempo-limite para as respostas serem dadas – e isso conta para a pontuação do jogador, é melhor que jogos desse site sejam usados para trabalhar conhecimentos que os estudantes possam acessar rapidamente. Com o Quizizz é possível ainda criar memes e usar músicas para incrementar os jogos.

Kahoot - Plataforma de criação de quizzes ou de pesquisas on-line. A atividade construída nele pode ser feita de forma síncrona com os alunos ou ser enviada por meio de link. Assim como o Quizizz, no Kahoot há um limite de tempo para que o jogador apresente as respostas e isso interfere na pontuação de cada um.

Plickers - Com ele, você pode elaborar situações-problema a serem resolvidas pelos alunos. O interessante é que ela funciona como uma sala de aula virtual, em que é possível gerar um QR code para cada aluno e ter relatórios dos resultados de cada um individualmente e comparativamente. O Plickers não tem limitação de tempo, então é possível usar conteúdos mais complexos para criar os jogos. 

Google Forms - Com o ambiente de criação de formulários do Google é possível desenvolver jogos tipo caça ao tesouro, em que a resposta correta dá acesso para a pista seguinte. 

Para quem prefere lançar mão de jogos prontos, vale conferir a plataforma O Jogo, que tem sudoku e quebra-cabeças de peças geométricas, além de opções que envolvem cálculos mentais e o site Geniol, com testes de lógica.

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90