Para saber ainda mais

Como garantir uma boa transição para o Fundamental 2?

A passagem é um momento crítico na vida escolar. Saiba o que avaliar na chegada dos estudantes aos anos finais do Fundamental nas disciplinas

Matemática, Língua Portuguesa, Ciências, História e Geografia: o que avaliar de acordo com a BNCC. Ilustração: Pablo Stanley/Humaaans

A boa transição entre os anos iniciais e os finais do Ensino Fundamental é uma tarefa que deve ser organizada ao longo de todo o ano. Quando os alunos continuam na mesma escola, a passagem é mais fácil, pois os educadores que já tiveram contato com ele podem ser consultados de modo mais direto. Além disso, permanecer no mesmo ambiente exige menos da capacidade de adaptação das crianças e adolescentes. Mas quando eles são transferidas para outra unidade, a atenção precisa ser redobrada. 

“Eu me esforço muito para organizar portfólios que falem por si. Também enviamos relatórios de transição individuais, mesmo que a escola de destino não solicite”, comenta Muriele Massucato, coordenadora de Ensino Fundamental 1 na rede municipal de São Bernardo do Campo (SP). O intuito desses documentos não é dirigir a prática dos próximos professores, mas  ajudá-los para que não comecem o trabalho do zero ou realizem algo que já foi feito e absorvido pelas crianças. Quando possível, principalmente para encaminhar alunos com dificuldades específicas, ela também faz uma reunião com os coordenadores das outras escolas.

Segundo a diretora Marlúcia Brandão, da EMEIEF Boa Vista do Sul, em Marataízes (ES), o professor precisa ter um olhar humanizado para entender que cada criança é única. “Se a turma tem 30 alunos, existem ali 30 vontades, possibilidades e criações diferentes. O planejamento tem de ser coerente com a turma: não pode avançar com quem sabe e largar quem não sabe, nem o contrário”, diz ela. Para que esse planejamento inicial seja bem realizado é preciso fazer um bom diagnóstico inicial.

Uma das grandes dificuldades de muitos professores está justamente em realizar um primeiro contato com a turma. Roseana de Souza é professora de Matemática no 6º ano na EMEIEF Boa Vista do Sul e conta que sua primeira atitude ao entrar em sala de aula no início do ano letivo é conversar com os alunos. “Peço que eles me expliquem o que se lembram dos anos anteriores, o que estudaram muito, o que estudaram pouco, o que não entenderam. Por duas ou três semanas faço uma revisão do conteúdo do 5º ano.” Depois, ela aplica uma avaliação escrita, e então, com base nesse resultado e na avaliação oral a professora tem o diagnóstico geral da turma e dos alunos.

Seguindo o que é previsto na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para ano escolar, confira agora o que os professores de cada disciplina precisam avaliar na chegada dos estudantes ao Fundamental II em algumas disciplinas:



LÍNGUA PORTUGUESA
O aluno deverá conseguir produzir, revisar e editar textos com a ajuda do professor e a colaboração dos colegas; ler e identificar a função social de textos de diferentes gêneros; escutar o professor e colegas e expressar-se oralmente com clareza.   

Exemplo de conteúdo: produção de texto

O que você precisa descobrir: como está o domínio sobre os padrões de escrita e os aspectos discursivos

Sugestão de como avaliar: escreva o início de uma história na lousa e peça que cada um escreva um final para ela. Caminhe entre os alunos e sugira correções quando for necessário. Peça que cada um leia seu texto para a turma. Recolha as produções, avalie a ortografia, a pontuação, observe se eles conseguiram fazer as mudanças sugeridas por você.


MATEMÁTICA
É preciso saber resolver e elaborar problemas de adição, subtração, multiplicação e divisão com números naturais e com números racionais; identificar e representar frações; calcular porcentagens; ter as primeiras noções de coordenadas cartesianas; reconhecer, nomear e comparar figuras espaciais e suas planificações; resolver e elaborar problemas envolvendo medidas e grandezas; interpretar dados estatísticos.

Exemplo de conteúdo: montagem e resolução de problemas

O que você precisa descobrir: quais procedimentos os estudantes utilizam para resolver problemas que envolvam as diferentes operações

Sugestão de como avaliar: proponha diversas situações-problema e peça que os alunos as resolvam. Peça que eles expliquem como resolveram cada exercício. Avalie não só o resultado, mas, principalmente, o raciocínio empregado. 


CIÊNCIAS
O aluno deverá chegar ao Fundamental 2 sabendo relacionar à vida cotidiana as propriedades físicas dos materiais, o ciclo hidrológico, o consumo consciente e a reciclagem; ter conhecimentos sobre nutrição do organismo, hábitos alimentares, integração entre os sistemas digestório, respiratório e circulatório; identificar algumas constelações no céu, movimento do Sol, Lua e Terra. 

Exemplo de conteúdo: água e seus estados físicos

O que você precisa descobrir: se eles sabem que gelo, água líquida e vapor d'água são a mesma substância em três estados físicos diferentes.

Sugestão de como avaliar: Realize experiências práticas envolvendo água em temperatura ambiente, gelo e vapor d’água. Peça que cada um anote no caderno suas conclusões sobre os experimentos realizados e depois compartilhe com a turma.


HISTÓRIA
A turma precisa ter conhecimentos sobre a formação de culturas e povos; organização social e política; noções de cidadania, diversidade cultural e respeito às diferenças sociais, culturais e históricas; identifica registros tradições orais e registros escritos e os significados sociais, políticos e culturais atribuídos a elas. 

Exemplo de conteúdo: leitura de registros históricos

O que você precisa descobrir: se eles conseguem pensar sobre a diversidade de culturas e suas formas de organização e registro

Sugestão de como avaliar: Leve quatro trechos de documentos: a carta de Pero Vaz de Caminha, a Lei Áurea, uma notícia nacional de poucos anos atrás e uma reportagem do jornal do dia. Apresente os documentos e pergunte quais dos textos exibem fatos históricos e quando eles ocorreram. Observe se eles consideram que a história é algo muito antigo ou ligado apenas a personagens conhecidos.


GEOGRAFIA
Os alunos precisam saber identificar a presença e a sociodiversidade de culturas indígenas, afro-brasileiras, quilombolas, ciganas e dos demais povos e comunidades tradicionais para compreender suas características socioculturais e suas territorialidades; diferenciar os lugares de vivência e compreender a produção das paisagens e a inter-relação entre elas no que tange aos aspectos políticos, sociais, culturais, étnico-raciais e econômicos.

Exemplo de conteúdo: representação cartográfica

O que você precisa descobrir: como eles representam cartograficamente o que observam em um lugar

Sugestão de como avaliar: peça que os alunos desenhem e expliquem um mapa de sua casa, inserindo-a no bairro e traçando um caminho até a escola. Pergunte quais características eles observaram no bairro e nesse caminho. Verifique se os alunos usam elementos cartográficos, como legenda, título e indicações de escala, e também se fazem a representação na vertical (olhando de cima) ou na horizontal (como se o espaço fosse visto de frente). Isso mostra se eles já compreenderam a questão da perspectiva e a noção de proporcionalidade.



Caixa abrindo

Continue lendo conteúdos exclusivos com acesso ilimitado

Assine o Nova Escola Box e veja sugestões de atividades para aulas remotas e presenciais.

Apenas R$15,90 por mês

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!