Materiais para a aula

Para download: documentos e questionários para a atividade de História

Confira um conjunto de materiais que você pode enviar para os seus alunos do 8º ano para aplicar a Sugestão de Atividade Escravidão e Resistência

Confira conteúdos incríveis para baixar e usar com a sua turma | Daniel Sasso / NOVA ESCOLA

Aqui você encontra todo o material necessário para aplicar com suas turmas de 8º ano a Sugestão de Atividade Escravidão e Resistência, elaborada pelo professor Guilherme Barboza de Fraga e adaptada por ele para o ensino remoto (clique aqui para conferir).

Nas aulas síncronas, eles podem ser apresentados por você por meio do compartilhamento de tela. Mesmo assim, é importante o envio com antecedência, para que sejam contornados eventuais problemas de conexão dos alunos e todos possam acompanhar a aula com o material em mãos. 

Nas aulas assíncronas, o material também é enviado com antecedência, mas, neste caso, deve ser acompanhado das questões a serem respondidas e entregues posteriormente, seja por escrito, seja por áudio ou vídeo. 

A sugestão do professor Guilherme é de que os documentos da “problematização” sejam enviados e divididos anteriormente entre os estudantes para facilitar o debate e o bom andamento da aula. “Quanto à 'sistematização', é possível dialogar com toda a turma sobre quais seriam as possibilidades de resposta a cada um dos documentos ou selecionar duas das fontes apresentadas para serem trabalhadas nessa etapa”, explica.

Também é possível utilizar esse material como atividade remota no Google Classroom ou por envio via e-mail ou WhatsApp. Nesse caso, a análise das fontes pode se dar de modo fracionado como um projeto a ser desenvolvido em várias aulas. 

Contexto da Atividade

Problematização: Arquivo do Aluno

Caderno do Professor: Respostas

1)  O “contexto” pode ser analisado separadamente em uma atividade problematizando junto aos estudantes os diversos modos de resistência à escravidão, que iam desde maneiras pacíficas até métodos violentos, conforme explicado no plano. É interessante que, caso não haja uma aula síncrona ou vídeo comentando essa atividade, em um envio posterior, o professor retome os documentos respondendo às perguntas propostas por meio de um comentário para poder dar seguimento ao plano.


2)  Os documentos da “problematização” podem render reflexões e debates tão ricos que recomendo enviar separadamente em diferentes atividades. Todavia, eles também podem ser trabalhados em conjunto. No caso de envio aos alunos sem aula síncrona ou videoaula, é importante incluir um texto introdutório para facilitar a compreensão das fontes históricas. E caso o contato com os alunos não ocorra por meio de uma explicação oral, é importante responder às perguntas propostas posteriormente por meio de um gabarito comentado para garantir melhor compreensão do plano.


3)  A “sistematização” pode ser uma das tarefas solicitadas pelo docente – podendo, inclusive, solicitar retorno desse material como uma avaliação diagnóstica. A resposta aos requerimentos apresentados nas fontes pode, também, ser enviada para diferentes grupos – atribuindo tarefas separadas no Google Classroom ou envio diferenciado no e-mail ou WhatsApp. Caso o(a) professor(a) realize aulas periódicas, o Contexto e a Problematização podem ser realizados de maneira assíncrona e, na aula, pode ser realizado o debate das possíveis respostas apresentadas pela turma na sistematização.

4)  É possível tornar as aulas síncronas mais dinâmicas por meio de um quiz que reforce os conceitos trabalhados nas três etapas da atividade.

Ideias para inspirar, conteúdo para ensinar

Continue lendo conteúdos exclusivos com acesso ilimitado

Assine o Nova Escola Box e veja sugestões de atividades para aulas remotas e presenciais.

Apenas R$15,90 por mês

Já é assinante Nova Escola Box? Faça login aqui!