Para o gestor escolar

6º Roteiro do gestor: analise uma aula real com a equipe docente

Convide os professores de Linguagens dos Ensino Fundamental 1 e 2 para observar um exemplo concreto e refletir sobre a prática

Reúna os professores das duas etapas de Ensino para a reflexão. Ilustração: Nathalia Takeyama/NOVA ESCOLA

Neste sexto Roteiro de Formação, oferecemos uma sugestão de roteiro para que o diretor ou o coordenador pedagógico da escola analise em uma reunião, ao lado dos professores, uma experiência real gravada durante as aulas previamente planejadas por um dos educadores. Além de dar continuidade às atividades propostas na última semana, o convite deste encontro sugere reunir os professores do Ensino Fundamental 1 e Ensino Fundamental 2. O objetivo é promover trocas entre os dois segmentos na área de Linguagens - da qual fazem parte os professores de Língua Inglesa, Educação Física e Arte, além de Língua Portuguesa. 

Lançar mão da estratégia da "Tematização da prática", conforme denomina a educadora Telma Weizs, ajuda o professor a mapear gargalos e buscar soluções pedagógicas, inclusive relacionadas ao momento atual. Ela consiste em analisar as atividades didáticas para estudar as teorias que ajudarão os docentes a perceber as intervenções necessárias ao ensino dos conteúdos. “Significa olhar para algo, tratando-o como objeto de análise, levantando teorias a seu respeito”, explica a consultora pedagógica Sônia Guaraldo. 

Indicado como leitura prévia para a preparação do gestor escolar para esta sexta reunião, o livro Rodadas Pedagógicas - Como o Trabalho Em Redes Pode Melhorar o Ensino e Aprendizagem (escrito por Elizabeth A. City, Richard F. Elmore, Lee Teitel e Sarah E. Fiarman) lista e descreve outras vantagens formativas referente a essa prática: "cria questões que dão sentido ao estudo da bibliografia; faz com que ele veja a situação sob outras perspectivas; problematize, levante hipóteses, identifique e nomeie dificuldades para buscar alternativas de ação, elabore propostas de intervenção didática, reflita e discuta sua adequação." 

Analisar experiências concretas dos professores em sala de aula, portanto, fornece ótimos elementos para refletir sobre práticas formativas. No passo a passo a seguir, você encontrará sugestões de ações detalhadas, materiais de apoio e plataformas variadas, num formato que pode ser usado na íntegra ou adaptado. Acesse as caixas passadas para acompanhar a sequência do planejamento pedagógico.

ROTEIROS DE FORMAÇÃO NA PANDEMIA - 6

Estratégias de tematização da prática para analisar uma aula real 


Navegue por todos os roteiros da Série Especial:
- 1º Roteiro do gestor: Uma reunião para unir os professores e repensar o ano
- 2º Roteiro do gestor: conduza um estudo sobre metodologias ativas em aulas a distância
- 3º Roteiro do gestor: use a reunião para abordar a Educação Integral
- 4º Roteiro do gestor: Aprofunde as noções dos professores sobre Educação Integral
- 5º Roteiro do gestor: reunião para focar na priorização curricular em Linguagens
[VOCÊ ESTÁ AQUI] - 6º Roteiro do gestor: analise uma aula real com a equipe docente
- 7º Roteiro do gestor: ponha a mão na massa com os professores e comece a planejar
- 8º Roteiro do gestor: convide os professores para uma Tertúlia Dialógica
- 9º Roteiro do gestor: como promover a observação entre pares


Indicado para: Coordenadores e diretores dos Ensinos Fundamental 1 e 2

Objetivo da reunião: Consolidar aprendizados com base na execução da prática durante uma aula

Área de conhecimento: Linguagens

Duração da reunião: 2 horas

Ferramentas:
- Plataforma de interação síncrona (Zoom, Microsoft Teams, Skype)
- Whatsapp para criação de grupos de trabalho

Preparação para os gestores:
- Leitura do texto “Passo a Passo da tematização da prática”, do site NOVA ESCOLA GESTÃO
- L
eitura do capítulo 4, “Aprendendo a ver, desaprendendo a julgar”, do livro Rodadas Pedagógicas - Como o Trabalho Em Redes Pode Melhorar o Ensino e Aprendizagem, dos autores Elizabeth A. City, Richard F. Elmore, Lee Teitel e Sarah E. Fiarman, da editora Penso


PASSO A PASSO

Antes da reunião

1. Convide um dos professores que tenha participado do planejamento de aula, indicada no Roteiro anterior: Proponha a ele filmar a aplicação das atividades junto aos alunos. É muito importante que ele esteja confortável para ser acompanhado e ter sua aula como objeto de estudo do grupo. As orientações presentes no texto “Passo a passo da tematização da prática” podem apoiar a ação. 

2. Trabalhem juntos no exemplo: Alinhe com o professor a aula que será filmada, e cujo planejamento foi trabalhado por ele no encontro anterior com o grupo. Oriente também como deverá ser feita a gravação. Importante verificar se o educador sabe tecnicamente como fazê-la dentro da plataforma síncrona que costuma ser utilizada pela escola. Se não souber, repasse a ele um passo a passo/tutorial simples. Lembre-se que este preparo e a gravação em si precisam ser executados um ou dois dias antes do próximo encontro com todo o grupo de educadores.

3. Faça uma avaliação conjunta após a gravação da atividade: Peça que, após a aula, o educador compartilhe os arquivos da gravação com você. Faça com ele uma análise prévia e a seleção dos registros que serão utilizados como objeto de estudo no próximo momento formativo com todo o grupo de professores.

4. Prepare o convite da reunião: Dispare comunicação para toda a equipe de educadores, por e-mail, aplicativo de mensagens ou de outra forma que seja usual entre vocês. Além do tema e objetivos do encontro, inclua também o arquivo do roteiro para os demais professores e solicite-lhes que façam seus registros conforme indicado no mesmo. 

5. Produza a avaliação para este encontro pedagógico: Pode ser o mesmo documento já usado em Roteiros anteriores, acrescido da seguinte questão: Você gostaria de contribuir com o próximo exercício de tematização da prática?


Durante a reunião

1. Faça um acolhimento aos professores: Abra a palavra para que alguns se manifestem sobre sentimentos e expectativas em relação ao momento vivido.

2. Reforce a temática a ser discutida: Retome com os professores os objetivos do encontro e o foco dos estudos e práticas realizados até o momento. Informe sobre a intenção de analisar práticas dos dois segmentos, no Fundamental 1 e Fundamental 2.

3. Como aquecimento, proponha aos professores uma reflexão sobre a importância das evidências nas análises das práticas pedagógicas: Sistematize a discussão enfatizando a importância do olhar sobre as evidências em contraposição aos julgamentos – tema explorado do capítulo 4 do livro Rodadas Pedagógicas - Como o Trabalho Em Redes Pode Melhorar o Ensino e Aprendizagem, indicado como preparação para este Roteiro.

Você pode apresentar uma imagem cujos detalhes possam induzir a julgamentos. Peça aos professores que comentem a imagem e, na sequência, provoque o grupo a descrever as evidências, com perguntas do tipo: O que você viu que o fez pensar...? Emende a reflexão com outro exercício a partir de outra sentença: "Os estudantes interessados no tema da aula". Solicite que, por meio do chat, eles tentem reescrevê-la de modo a serem descritivos. Uma possível reescrita seria: "Os estudantes demoraram a sair da sala para o intervalo, permanecendo nos grupos no trabalho em que discutiam o tema da reportagem". 

4. Partam para a análise conjunta da prática preparada como exemplo para o encontro: Disponibilize o planejamento de aula-exemplo e os trechos de vídeo previamente selecionados nos grupos de WhatsApp. Peça que os professores desenvolvam suas análises a partir da seguinte sugestão de roteiro.

5. Após análise, promova uma discussão a partir da observação dos grupos sobre cada uma das questões propostas no roteiro: Abra espaço para que os grupos contribuam com outras percepções não contempladas no roteiro. 

PONTO DE ATENÇÃO: Esta sugestão de roteiro é apenas um exemplo, uma vez que as questões podem (e devem) ser adaptadas. O importante é organizar um documento com perguntas que estejam relacionadas diretamente aos objetos de estudo desenvolvidos com a equipe, de modo que haja uma intenção formativa ligada a cada uma delas. Pode-se focar nos aspectos didáticos gerais ou específicos do conteúdo, explorar questões didáticas mais amplas que se apresentaram durante a observação e registros da prática e que correspondam às necessidades formativas do grupo. 

6. Analise a aula-exemplo com o grupo: Chame o autor da aula que foi usada como exemplo na reunião. Com ele, vá preenchendo o roteiro à medida que os professores comentarem os trechos apresentados - assim, todos acompanham as inclusões. Faça as intervenções necessárias, destacando aspectos essenciais da observação e recorra aos conceitos já estudados caso isso seja necessário. Desta forma, o professor-autor, em parceria com o coordenador, poderá mediar e acrescentar elementos importantes que, porventura, não tenham sido mencionados durante a exposição dos grupos. 

7. Conduza o fechamento: Finalize a discussão sistematizando os aprendizados levantados pela equipe e disponibilize esse registro para todos os professores. Repasse o documento do roteiro de análise ao grupo. Solicite que desenvolvam uma autoavaliação das práticas desenvolvidas por eles próprios a partir do mesmo planejamento. Concluída a autoavaliação, indique que agendem com você um momento para análise conjunta. Depois, disponibilize individualmente a avaliação. 

Consultoria: Sônia Guaraldo, doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) e consultora do programa Formar, da Fundação Lemann, mantenedora de NOVA ESCOLA. Foi coordenadora pedagógica e diretora de escolas públicas, e secretária de Educação de Birigui (SP), entre 2008 e 2016.

Mais sobre esse tema

Caixa abrindo

Ideias para se inspirar,
conteúdo para ensinar

  • Expriıências reais de sala de aula;
  • Conteúdos alinhados à BNCC;
  • Metodologias ativas;
  • Textos, vídeos, materiais pedagógicos e moldes;
  • Ideias e relatos de professores como você!
assine por R$19,90